Estudo anatomo-radiologico e morfometrico do seio frontal humano adulto

Estudo anatomo-radiologico e morfometrico do seio frontal humano adulto

Título alternativo Anatomical, radiological and morphometrical study od the frontal sinus in human adults
Autor Cunha, Cristine Regina Ruiz da Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Apos verificar a variabilidade com que o seio frontal se apresenta em radiografias e sabendo que o estudo do seio frontal tem relevancia na clinica otorrinolaringologica e na medicina legal, estudamos cinquenta cranios previamente medidos e radiografados em duas posicoes (postero-anterior e lateral). Neste material pesquisamos as dimensoes radiologicas , do seio frontal (altura, largura , espessura e area), atraves do software Autocad R 14 com a intencao de verificar se ha alguma relacao entre as medidas do cranio e as dimensoes do seio nas radiografias, bem como estudar com mais detalhes a morfologia do seio frontal. De acordo com nosso achados, o seio frontal e uma estrutura constante, estando presente em todas as pecas estudadas, com presenca bilateral tambem constante podendo ele ser bilateral confluente ou bilateral isolado. Nos casos bilaterais isolados ha sempre presenca de septacao completa, sendo que nos casos confluentes pode haver uma septacao incompleta ou a ausencia da mesma. A septacao pode estar orientada medianamente, para a direita ou para a esquerda nos seios bilaterais confluentes ou isolados. A forma mais comum de apresentacao do seio frontal e arciforme com pequenas incisuras em seu contorno variando de tres a sete em numero. Nos estudos radiologicos as dimensoes maximas do seio frontal variam da seguinte maneira: largura - entre 49 e 79 mm, altura - entre 30 e 70 mm, espessura - entre 8 e 18 mm, area - entre O,5 e 9,5 mm2. Observamos que houve uma correlacao estatistica entre as dimensoes radiologicas e a area do seio frontal em radiografias sendo que quando qualquer uma das dimensoes radiologicas aumenta a area do seio em radiografias aumenta tambem. O mesmo processo ocorreu com outras correlacoes estatisticas que relacionaram a altura maxima do cranio com a espessura do seio frontal em radiografias e o comprimento maximo do cranio com a area do seio frontal em radiografias. De acordo com nossa amostra, tambem observamos que a area do seio frontal em radiografias aumenta com a idade. Nao encontramos diferencas significantes entre os grupos etnicos estudados
Assunto Seio Frontal/anatomia & histologia
Radiologia
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 96 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 96 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16524

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta