Caracterização bioquímica de uma antígeno de 30kDa de formas amastigotas de Leishmania (L.) chagasi implicado em respostas imunes protetoras em camundongos BALB/c

Caracterização bioquímica de uma antígeno de 30kDa de formas amastigotas de Leishmania (L.) chagasi implicado em respostas imunes protetoras em camundongos BALB/c

Título alternativo Biochemical characterization of a 30kDa antigen from (L.) chagasi amastigotes implicated in protective immune responses in BALB/c mice
Autor Lopes, Renato Antonio Migliano Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Barbiéri, Clara Lúcia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O enfoque do presente trabalho foi a caracterizacao do antigeno de 30 kDa (p3O) de formas amastigotas de L. (L) chagasi implicado em respostas linfoproliferativas em camundongos BALB/c parcialmente protetoras contra a infeccao homologa. Para a caracterizacao da p3O foi utilizado um anticorpo monoclonal dirigido a um antigeno de 30 kDa (p3O) de amastigotas de L. (L.) amazonensis (AcMo 2E5D3). Por experimentos de Western blot foi possivel observar a reatividade deste anticorpo com a p3O de L. (L.) chagasi. Apos a purificacao do antigeno em coluna de imunoafinidade com o AcMo 2E5D3 e separacao por PAGE-SDS foram detectadas 3 bandas de massa molecular aparente de 30, 47 e 70 kDa. A separacao do antigeno purificado por PAGE-SDS em condicoes nao redutoras, em gel contendo gelatina, mostrou que as bandas de 47 e 70 kDa apresentam atividade proteolitica, enquanto que a de 30 kDa e desprovida desta atividade. Estudos de imunomarcacao em nivel de microscopia eletronica em cortes ultrafinos de amastigotas de L. (L.) chagasi, utilizando-se o AcMo 2E5D3, mostraram que o antigeno localiza-se preferencialmente em estruturas grandes, semelhantes a lisossomos, e na bolsa flagelar. A p3O purificada em coluna de imunoafinidade (p3Ocol) foi utilizada em experimentos de proliferacao de linfocitos de camundongos BALB/c previamente imunizados com extrato proteico de amastigotas de L. (L.) chagasi. Comparando-se estimulacao induzida pela p3Ocol e p3O purificada por eletroeluicao (p3Oee), foi possivel observar que indices de linfoproliferacao significativamente maiores foram obtidos com a p3Ocol. A secrecao de IFN-g pelos linfocitos estimulados pela p3Ocol foi tambem observada, sendo maior do que a induzida pela p3Oee, e sugeriu o envolvimento de linfocitos CD4+ Th1 nessas respostas. Camundongos BALB/c foram imunizados com as duas preparacoes da p3O utilizando-se Corynebacterium parvum ou IL-12+Al(OH)3 como adjuvantes e desafiados com amastigotas de L. (L.) chagasi. Os resultados mostraram que a p3Ocol e a p3Oee foram capazes de reduzir significativamente a carga parasitaria dos animais imunizados, tendo a p3Ocol induzido maior protecao aos animais comparada a p3Oee. Em relacao aos adjuvantes, nao houve diferencas significativas na reducao da carga parasitaria dos animais imunizados com os antigenos quando se utilizou Corynebacterium parvum ou IL-12+Al(OH)3, nao tendo sido observadas tambem diferencas quanto a protecao dos...(au)
Assunto Leishmania
Antígenos
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 89 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16537

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta