Estudo do comportamento vesical durante cistometriais com soluções de diferentes osmolaridades

Estudo do comportamento vesical durante cistometriais com soluções de diferentes osmolaridades

Título alternativo Study of bladder behavior during cystometries with different osmolality solutions
Autor Truzzi, José Carlos Cezar Ibanhez Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Bruschini, Homero Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução e objetivos: Variacoes nas caracteristicas bioquimicas e biofisicas da urina poderiam estar associadas a diferentes respostas e sensacoes vesicais. O objetivo deste estudo e verificar se o uso de solucoes hiper e hipo-osmolares durante o exame urodinamico promove diferentes respostas do comportamento vesical. Metodo: Trinta e tres pacientes, vinte e quatro homens e nove mulher es, com idade media de 46,4 anos (8 - 87 anos) e indicacao de avaliacao urodinamica, participaram deste estudo. Todos foram submetidos a dois exames urodinamicos consecutivos. Em cada exame foi realizado o enchimento vesical, com uma solucao hiperosmolar (1OOO mOsm/litro), ou com uma solucao hipo-osmolar (1OO mOsm/litro) de Cloreto de Sodio. Um tecnico manipulou as solucoes sem que suas constituicoes fossem reveladas. A sequencia em que as solucoes foram infundidas foi determinada por sorteio, em carater duplo cego. Os pacientes foram agrupados por idade, sexo, presenca ou nao de neuropatia e hiperatividade detrusora. Comparamos os resultados obtidos com a infusao da solucao hiperosmolar e hipo-osmolar, independente da sequencia em que foram administradas. Valores pressoricos e volumetricos referentes a sensacao inicial e, habitual de enchimento vesical, sensacao de plenitude, presenca de contracoes vesicais involuntarias, complacencia e dados do estudo miccional, foram registrados para cada grupo. Os valores obtidos foram submetidos a analise estatistica pelo metodo multivariado de analise de perfil de medias, assumindo-se p<O,O5, como nivel de significancia. Resultados: A pressao detrusora registrada durante a sensacao inicial de enchimento vesical (PSI), em pacientes com neuropatia,, foi maior quando infiindida a solucao hiperosmolar (media: 5,92 cmH2O), do que com a hipo- ) (p= O,04). Ja, pacientes sem comprometime. I,.0 osmolar (media: 4,92 cinH2O na presenca da solucao hipo-osmolar neurologico, apresentaram PSI maior (media: 4,54 cmH2O) que com a hiperosmolar (media: 2,85 cmH2o) (p=O,O3). A pressao detrusora na sensacao de plenitude vesical foi maior para pacientes neuropatas, quando utilizada a solucao hiperosnlolar (media: 34,77 cmH2O), que para nao- neuropatas (media: 11,31 cmH2o) (p=O,OO3). Durante o estudo miccional (fase de esvaziamento), pacientes com doenca neurologica obtiveram menores valores da pressao detrusora maxima de miccao com a solucao hiperosmolar (media: 14,73 crnH2O) do que na presenca da ...(au)
Assunto Urodinâmica
Concentração Osmolar
Urodynamics
Osmolar Concentration
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 95 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 95 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16576

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta