Estudo comparativo dos ajustes metabolicos e cardio-respiratorios na corrida na esteira e no deep-running em corredores adaptdos e nao adaptados ao deep-running

Estudo comparativo dos ajustes metabolicos e cardio-respiratorios na corrida na esteira e no deep-running em corredores adaptdos e nao adaptados ao deep-running

Título alternativo Comparative study of metabolic and cardio-respiratory adjustments in adapted and non-adapted runners to deep-running, in treadmill running and deep-running
Autor Beretta, Liane Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo deste trabalho foi comparar as respostas fisiologicas entre a corrida em esteira e o deep-running (DR) e avaliar se ocorrem variacoes nestas respostas conforme a adaptacao do individuo ao DR. Foram avaliados 7 corredores nao adaptados (NA) ao DR e 10 corredores adaptados (A) ao DR. Os grupos foram submetidos a testes ergoespirometricos maximos na esteira e no DR. Comparando a esteira com o DR, no grupo nao adaptado foi observado: consumo maximo de oxigenio (VO2 max), frequencia cardiaca maxima (FC max), ventilacao maxima (VE max), pulso maximo de 02, consumo de oxigenio (VO2 LA), frequencia cardiaca no limiar (FC LA), ventilacao no limiar anaerobio (VE LA), pulso de 02 LA maiores na esteira do que no DR. A percepcao do esforco maxima (RPE max), percepcao de esforco no limiar anaerobio (RPE LA), pico de lactato, percentual do consumo de oxigenio no limiar em relacao ao consumo de oxigenio maximo ( por cento VO2 LA/ VO2 max) foram iguais entre as duas modalidades. No grupo adaptado foi observado VO2 max, FC max, pico de lactato, pulso maximo de 02, VO2 LA, FC LA, VE LA, pulso de 02 no LA maiores na esteira do que no DR. Os valores de VE max, RPE LA, por cento VO2 LA/VO2 max,, equivaleram-se para os 2 testes e a RPE max foi maior no DR. Comparando as variacoes na esteira e no DR, entre os grupos pelo a por cento, observamos um A por cento maior na variavel VO2 max para o grupo adaptado ao DR. O DR parece, em geral, proporcionar respostas fisiologicas inferiores as da corrida em esteira, provavelmente pelo fato de o grupo muscular envolvido ser menor. A adaptacao faz com que as respostas fisiologicas do DR aproximem-se dos valores encontrados na esteira
Assunto Exercício
Adaptação Fisiológica
Consumo de Oxigênio
Imersão
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 95 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 95 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16588

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta