Estudo das vias de co-estimulação envolvidas na proliferação linfocitária por células endoteliais humanas, na presença de fitohemaglutinina

Estudo das vias de co-estimulação envolvidas na proliferação linfocitária por células endoteliais humanas, na presença de fitohemaglutinina

Título alternativo Study the costimulatory pathways involved in the activation of CD4+T cells human in the presence of phytohemmagglutin
Autor Câmara, Niels Olsen Saraiva Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pestana, Jose Osmar Medina Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A ativacao de linfocitos T envolve a ligacao do receptor dos linfocitos T (TCR) ao complexo CMH/peptideo antigenico, denominado de primeiro sinal, e a interacao de moleculas de superficie presente nas celulas endoteliais e seus ligantes linfocitarios, o segundo sinal, Ou simplesmente co-sinal. Ausencia do sinal induz As celulas endoteliais sao capazes de capturar, processar e apresentar antigenos aos linfocitos T, com capacidade de co-estimulacao superior aos fibroblastos, celulas musculares lisas e epiteliais. Classicamente, as celulas endotelais ativam celulas T de memoria e induzem anergia em celulas T naives. Estudamos as vias de co-estimuiacao envolvidas na proliferacao linfocitaria induzida por celulas endoteliais humanas. Linfocitos T CD4+ e CD8+ de adultos e linfocitos T CD4+ e T CD4+/CD45RA+ de cordao umbilical foram utilizados como celulas respondedoras na cultura mista (CMEL). Celulas endoteliais imortalizadas, ECV-304, e as derivadas da veia do cordao umbilical, HUVEC, foram usadas COMO celulas estimuladoras. Linfocitos T CD4+ naives foram obtidos por selecao positiva com anticorpos anti-CD45RA e posterior deplecao com anti-CD45RO. A pureza desta subPopulacao foi de 98 por cento. PHA na concentracao de 5OnglmL foi acrescentada na CMEL. A Proliferacao foi medida por incorporacao de timidina triciada. Anticorpos monoclonais foram utilizados contra as moleculas de co-estimulacao presentes nas celulas endoteliais e linfocitarias. Foi calculada a porcentagem de inibicao da Proliferacao linfocitaria de cada anticorpo em comparacao ao seu controle isotipico. Celulas endoteliais induziram Proliferacao das celulas respondedoras somente na presenca de PHA. Nas CMEL com ECV-304 e linfocitos T CD4+ de adulto, obtivemos as porcentagens de inibicao com os seguintes anticorpos: anti-CD2 (clone T11; 98.2+12.4), anti-CD58 (clone BRlC5; 57.6+-11), anti-CD59 (MEM43; 50+11), anti-CD11a (AFOL-1; 70.7+15), anti-CDl8 (7E4; 58.9+16.6), anti-CD54 (BBIG-1L; 68.8+15.6), anti-CD102 (BT-1; 30.9-+11.9) and anti-CDl54 (24-31; 26.7-+11.9). Nao obtivemos inibicao nesta proliferacao, com os AcMo dirigidos contra: CD27, CD3O, CD7O, CD28, CDl37, CDlO6, CD29, CDlO6, CD49d e com a proteina de fusao CTLA4-ig. Nas CMEL com HUVEC e linfocitos T CD4+ de sangue de cordao, obtivemos as seguintes porcentagens de inibicao: anti-CD2 (clone T11, 64.8+16.1), anti-CD58 (clone TS2/9; 63.6n13.6), anti-CD59 (MEM43; 36n10.9), anti-Cd11a (AFOL-1; 33.4n12, anti-CD18 (7E4; 25n11.4...(au)
Assunto Moléculas de adesão celular
Ativação linfocitária
Endotélio/citologia
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 176 p. ilus.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 176 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16592

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta