Analise de custo-efetividade das medidas para prevencao e controle de infeccoes por Staphylococcus aureus resistente a oxacilina em unidade de terapia intensiva

Analise de custo-efetividade das medidas para prevencao e controle de infeccoes por Staphylococcus aureus resistente a oxacilina em unidade de terapia intensiva

Título alternativo Analysis the cost-effectiviness of an intervention to prevent infection caused by ORSA at intensive care unit
Autor Freitas, Marise Reis de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O Staphylococcus aureus resistente a oxacilina (ORSA) e um dos principais agentes das infeccoes hospitalares em nosso meio. No Hospital São Paulo o ORSA e endemico, representando cerca de 65 por cento das cepas de S. aureus isoladas, ocasionando morbidade, mortalidade e custos consideraveis. O controle da disseminacao dessa bacteria nos hospitais exige a adocao de medidas especificas. Este estudo teve como objetivo medir o custo-efetividade de uma intervencao para prevenir a ocorrencia de infeccoes por ORSA na unidade de terapia intensiva (UTI) da disciplina de anestesiologia do Hospital São Paulo. A intervencao consistiu de um pacote de medidas educativas para os profissionais da UTI, culturas de vigilancia atraves de swab da narina anterior dos pacientes e profissionais, erradicacao do ORSA nasal com mupirocina e precaucao de contato para os pacientes colonizados e infectados. Desenho do estudo: estudo longitudinal com avaliacao pre e pos. Indicadores de infeccao por ORSA e custos foram avaliados no periodo de 01 de junho a 31 outubro de 1996 (periodo controle) e de 01 de novembro de 96 a 31 de outubro de 1997 (periodo intervencao). Apenas os custos diretos da intervencao (culturas de vigilancia de pacientes e profissionais da UTI, tratamento dos pacientes e profissionais colonizados, aulas expositivas) e os custos diretos da internacao dos pacientes (diaria hospitalar, antimicrobianos, nutricao parenteral, procedimentos invasivos, cirurgias, exames bioquimicas, hematologicos, microbiologicos e radiologicos) foram considerados. Foram definidos como parametros de efetividade a incidencia das infeccoes e bacteremias por ORSA, a permanencia n UTI e a letalidade relacionada ao ORSA. Foram incluidos 138 pacientes n periodo controle e 245 pacientes no periodo intervencao. A densidade d incidencia das infeccoes por ORSA caiu de 10,24/1000 para 5,411000 pacientes dia durante a intervencao (p = O,04; Cl95 por cento 1,00-3,55). A densidade de incidencia das bacteremias primarias reduziu de 3,63/1000 para O,9111000 cateter-dia (p O,06; Ci95 por cento O,9-16,0). A permanencia na UTI da populacao estuda foi maior n periodo intervencao em razao do maior numero de pacientes com indicadores d gravidade nesse periodo. A media de permanencia dos pacientes que nao infectaram foi de 6,0 dias, enquanto a permanencia dos pacientes que desenvolveram bacteremia e infeccao por ORSA foram 18,5 e 34,0 dia respectivamente (p < O,001)...(au)
Assunto Staphylococcus aureus
Análise Custo-Benefício
Infecção Hospitalar
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 112 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 112 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16635

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta