O efeito do condicionamento fisico pela caminhada, na dor lombar cronica

O efeito do condicionamento fisico pela caminhada, na dor lombar cronica

Título alternativo Evaluate walking as a way of physical conditioning in chronic low-back pain
Autor Freire, Marlene Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A falta de um bom condicionamento fisico tem sido relacionada a dor lombar, principalmente em sua forma cronica. Conforme evidencias da literatura e por nao existir, ate o momento, nenhum estudo controlado randomizado publicado, estudamos a caminhada como uma forma de condicionamento fisico, na dor lombar cronica. Foram admitidos, no estudo, 60 pacientes com dor lombar cronica definida como dor nas costas entre a ultima costela e a prega glutea, de ritmo mecanico, com mais de tres meses de duracao, sem sintomas ou sinais neurologicos, de 20 a 50 anos de idade e sedentarios. Foram excluidos aqueles com diabetes, hipertensao arterial, cardiopatia, asma bronquica, uso de P bloqueador, doenca articular inflamatoria ou degenerativa de membros inferiores, dor lombar de ritmo inflamatorio e tambem os analfabetos. Apos avaliacao inicial, os pacientes foram randomizados em dois grupos: um grupo controle, composto por 30 pacientes que usaram apenas tratamento medicamentoso com antinflamatorio nao hormonal e outro grupo de 30 pacientes que fizeram caminhada e usaram o mesmo tratamento medicamentoso. Todos os pacientes foram avaliados no inicio do estudo e apos tres meses de seguimento, por um reumatologista que nao sabia a qual grupo pertenciam os pacientes. Como instrumentos de avaliacao foram usados: o Questionario de Incapacidade de Roland & Morris (RM), a escala numerica (END) e visual analogica de dor (EVD), a distancia dedo-chao e a presenca ou ausencia de dor aos movimentos de flexao. extensao, fiexao lateral e rotacao da coluna lombar. Apos tres meses de seguimento foi feita avaliacao propria da dor (se melhorou ou nao melhorou) e da quantidade de comprimidos usada. Como medida de aderencia e condicionamento fisico, os pacientes foram submetidos a um teste ergometrico convencional. Onze pacientes foram retirados do estudo(18,3 por cento) duas por engravidarem, um Por acidente no trabalho e oito por nao retomarem para a reavaliacao. Foram analisados 49 pacientes: 25 no grupo controle e 24 no grupo caminhada. Nao houve diferenca estatistica significativa entre as variaveis sociodemograficas e os instrumentos de avaliacao no inicio do estudo, indicativo de que os grupos eram homogeneos quantos a essas variaveis
Assunto Dor Lombar
Aptidão Física
Caminhada
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 167 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 167 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16669

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta