Estudo da preservacao dos concentrados plaquetarios apos a exposicao a violeta genciana e ao WE6026

Estudo da preservacao dos concentrados plaquetarios apos a exposicao a violeta genciana e ao WE6026

Título alternativo Preservation of the platelets with incubated with gentian violet or WR6026
Autor Soares, Sheila Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A transmissao da doenca de Chagas por transfusao sanguinea tem sido relatada desde 1936. A real incidencia desta forma de transmissao e dificil de ser dimensionada. Os casos relatados na literatura nao chegam a 300, apesar da incidencia de individuos infectados na America Latina ser de 16 a 18 milhoes. Nas regioes endemicas para a doenca de Chagas, a alta incidencia de sorologia positiva, limita a obtencao de hemocomponentes, por isso ha uma constante busca de substancias tripanosomicidas. Atualmente contamos com duas drogas, a violeta de genciana e o WR6O26 que eficientemente promovem a esterilizacao do sangue contaminado pelo T. cruzi. Em relacao a viabilidade dos elementos sanguineos, temos que as hemacias nao apresentam alteracao na sua viabilidade apos terem sido preservadas com estas drogas. O objetivo deste trabalho foi determinar a preservacao dos concentrados de plaquetas, quando estocados com a violeta de genciana e o WR6O26. Foram utilizados como testes para esta avaliacao, parametros que avaliaram a qualidade do CP, isto e, a contagem do numero de plaquetas e a medida do pH, e um parametro que reflete a funcao plaquetaria in vitro, que foi a agregacao plaquetaria em resposta a par de agonistas. Com base nos resultados obtidos, conclui-se que os CPs que apresentaram melhor preservacao foram aqueles submetidos ao WR 6026, e a pior preservacao foram daqueles tratados com violeta de genciana. Entretanto vale ressaltar que os parametros que foram utilizados nao permitem uma avaliacao definitiva da viabilidade destes concentrados
Assunto Contagem de Plaquetas
Violeta de Genciana
Preservação de Sangue
Doença de Chagas
Aminoquinolinas
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 78 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 78 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16683

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta