Interrelações entre a pressão arterial, gordura visceral, resistência à insulina e grau de supressão do eixo hipotálamo hipófise adrenal em pacientes obesos hipertensos

Interrelações entre a pressão arterial, gordura visceral, resistência à insulina e grau de supressão do eixo hipotálamo hipófise adrenal em pacientes obesos hipertensos

Título alternativo Interrelations between blood pressure, amount of visceral fat, insulin resistance and degree of hypothalamic-pituitary-adrenal axis suppression in obese hypertensive patients
Autor Faria, Alessandra Nunes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Neste estudo , avaliamos 61 pacientes hipertensos e obesos com distribuicao visceral de gordura, para estudar as relacoes entre a distribuicao de gordura , o perfil da pressao arterial nas 24 horas a hipertrofia ventricular esquerda, os niveis sericos de leptina e insulina , o e perfil lipidico do plasma. Em 24 destes pacientes , avaliamos tambem a sensibilidade do eixo hipotalamo - hipofise - adrenal a baixas doses de dexametasona , atraves da mensuracao dos niveis de cortisol as 8:00 apos administracao de O,25 e O,5 mg de dexametasona as 23:00 do dia anterior a coleta. Realizamos medidas antropometricas, composicao corporal, medida da massa ventricular esquerda (MVE), monitorizacao ambulatorial da pressao arterial nas 24 horas (MAPA), teste oral de tolerancia a glicose (TOTG), dosagem de leptina, insulina e lipides no plasma. Ultra-sonografia abdominal foi utilizada para estimar o conteudo de gordura visceral . O indice de massa corporal (IMC) e a razao cintura-quadril (RCQ) foram calculadas e um indice de sensibilidade a insulina baseado na dosagem da glicose(G) e insulinas) aos 120 minutos do teste oral de tolerancia a glicose foi obtido atraves da formula l O4lG 120 x I 120. O grupo total constituiu-se de 84 por cento de mulheres, com 47,15 n 9,3 anos, com 99,9 + 15,6 kg, IMC de 39 n 5,32 kg lM2 e RCQ de O,98 + O,08. Nestes pacientes hipertensos e obesos com distribuicao visceral da gordura, observamos uma alta prevalencia de disturbios metabolicos. Assim detectamos: 18 por cento de hiperglicemia em jejum, 54 por cento de niveis, de LDL-colesterol elevados, 78,7 por cento de niveis de HDL-colesterol baixos, 39,34 por cento de hipertrigliceridemia e em apenas 16 por cento dos individuos encontramos insulinemia de jejum abaixo de 12 mUI/ml. O [SI correlacionou-se negativamente com os niveis sericos de leptina(r=- O,33; p<O,Ol) e com o conteudo de gordura visceral r-- -O,36; p<O,OO5), enquanto o percentual de gordura corporal correlacionou-se apenas com a leptina serica (r=O,32; p<O,Ol).0 conteudo de gordura visceral , mas nao o percentual de gordura corporal , mostrou significante correlacao com as pressoes sistolica e diastolica na MAPA(r=O,55; p<O,OOOOl ; r=O,35; p<O,Ol). A circunferencia abdominal, mas nao a razao cintura-quadril mostrou significante correlacao com o conteudo de gordura...(au)
Assunto Pressão arterial
Gorduras
Vísceras
Resistência à insulina
Hidrocortisona
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 75 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16698

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta