Efeitos do tamoxifeno sobre as citologias urinarias e vaginal e a dopplervelocimetria dos vasos periuretrais de mulheres na pos-menopausa

Efeitos do tamoxifeno sobre as citologias urinarias e vaginal e a dopplervelocimetria dos vasos periuretrais de mulheres na pos-menopausa

Título alternativo Effects of tamoxifen in urogenital tract using vaginal and urinary cytology and color doppler evaluation of periurethral vessels in post menopausal women
Autor Faria, Carlos Augusto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O estrogenio desempenha importante papel na manutencao da continencia urinaria feminina, influenciando os fatores que determinam a pressao intra-uretral, incluindo o plexo vascular submucoso da uretra. Apos a menopausa, o declinio da funcao gonadal pode levar ao aparecimento de varios sinais e sintomas decorrentes das alteracoes atroficas que ocorrem no trato urogenital. O tamoxifeno e um antiestrogenio nao esteroidico que possui acoes biologicas complexas e ainda pouco compreendidas. Comporta-se como antiestrogenio em determinados tecidos, como a mama, mas em outros, como o sistemas cardiovascular e o osso, tem propriedades agonistas. A avaliacao da citologia vaginal sugere acao estrogenica sobre o epitelio escamoso da vagina. Nao ha estudos que avaliem a influencia do tamoxifeno sobre o trato urinario. Estudamos os efeitos do uso de tamoxifeno sobre os parametros dopplervelocimetricos dos vasos peri-uretrais de mulheres na pos-menopausa e sobre o valor de maturacao do epitelio da vagina e das celulas escamosas do sedimento urinario. Quarenta mulheres na pos-menopausa, todas em acompanhamento por cancer de mama, foram submetidas a dopplervelocimetria colorida dos vasos peri-uretrais e a coleta de citologias vaginal e urinaria. Vinte e uma pacientes estavam em uso de tamoxifeno 20 mg/dia ha pelo menos cinco meses (grupo I). Dezenove mulheres nao estavam recebendo terapia hormonal (grupo II). Foram excluidas as mulheres portadoras de diabetes, obesidade morbida, hipertensao arterial, doencas vasculares e aquelas que estavam usando drogas vasoativas. O numero de vasos peri-uretrais, a relacao A/B e os indices de resistencia e pulsatilidade foram estudados com o uso do equipamento de ultra-som ATL-HD 2000. Apos a realizacao do exame, foram colhidas citologias urinaria e vaginal, e calculado o valor de maturacao das mesmas. Os grupos foram comparados pelo teste nao-parametrico de Mann-Whitney. Foi considerado significante o valor de p £ O,05. Em comparacao com o grupo que nao recebeu medicacao, as pacientes que usavam tamoxifeno possuiam indices de resistencia e pulsatilidade menores (p < O,05). Apresentavam tambem maior numero de vasos e maior valor de maturacao da citologia vaginal (p < O,05). O presente estudo mostrou evidencias de efeitos do tamoxifeno sobre o plexo vascular submucoso da uretra feminina e sobre o valor de maturacao dos esfregacos vaginais, indicando haver acao estrogenica fraca
Assunto Uretra
Irrigação Terapêutica
Ultrassonografia
Vagina/citologia
Pós-Menopausa
Tamoxifeno
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 112 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 112 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16699

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta