Indicadores de desempenho como direcionadores de valor

Indicadores de desempenho como direcionadores de valor

Autor Pace, Eduardo Sérgio Ulrich Google Scholar
Basso, Leonardo Fernando Cruz Google Scholar
Silva, Marcos Alessandro Da Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Presbiteriana Mackenzie Administração de Empresas
Universidade Presbiteriana Mackenzie Curso de Graduação em Administração de Empresas
Universidade Presbiteriana Mackenzie Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Presbiteriana Mackenzie Curso de Graduação em Economia
Resumo This work determines the extend to which analysts use strategic performance measures in addition to traditional financial measures and in what intensity their use in a developing economy is influenced not only by the capacity to predict the value contained in information divulged by companies, but also by its ease of acquisition. The result of the survey was similar to the values obtained in the United States, referring to the predominance of traditional financial indicators, observing a trend for dependence on these indicators alone to change. The results obtained in the analyst's view of strategic measures recommended by the balanced scorecard related to product quality, customer satisfaction and human resource management were not as high as expected. On the other hand corporate governance and process efficiency demonstrated a superior performance, which was not the case of social responsibility categories, which were among those with the worst performance. A communication gap between companies and investors was found and should be overcome by the dialogue between investment analysts and companies with the disclosure of non-financial measures.

Este trabalho evidencia quais as medidas estratégicas mais usadas junto à comunidade dos analistas financeiros, além das medidas tradicionais, tendo como base a sua capacidade de prever valor e a sua facilidade de obtenção. Os resultados revelam a existência de importantes hiatos de comunicação entre a empresa e os analistas e eles não reconhecem como as medidas contidas nos instrumentos de planejamento estratégico voltadas para recursos humanos, satisfação do consumidor e qualidade dos produtos, podem agregar valor. Medidas tradicionais e financeiras têm uso predominante por sua facilidade de obtenção. A capacidade de prever valor será encontrada nas medidas de governança e de eficiência de processos, aí predominando medidas não-financeiras; mas o seu acesso é limitado pelos custos de obtenção e pela falta de políticas de divulgação.
Assunto value creation
performance measures
value drivers
criação de valor
mensuração de desempenho
direcionadores de valor
Idioma Português
Data 2003-03-01
Publicado em Revista de Administração Contemporânea. Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração, v. 7, n. 1, p. 37-65, 2003.
ISSN 1415-6555 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Extensão 37-65
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1415-65552003000100003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1415-65552003000100003 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1671

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1415-65552003000100003.pdf
Tamanho: 1.298Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta