Estudo retrospectivo da prevalencia de ulceras gastricas em aquinos necropsiados no Centro de Anatomia e Anatomia Patologica Romeu Macruz

Estudo retrospectivo da prevalencia de ulceras gastricas em aquinos necropsiados no Centro de Anatomia e Anatomia Patologica Romeu Macruz

Título alternativo Retrospective study on the prevailance of gastric ulcers in horses necropsied at the Centro de Anatomia e Anatomia Patologica Romeu Macruz
Autor Klemm, Melanie Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo deste estudo e fornecer dados sobre a prevalencia da ulcera gastrica em equinos na cidade de São Paulo e regioes proximas. Trata-se de estudo retrospectivo envolvendo 250 equinos necropsiados no Centro de Anatomia e Anatomia Patologica Romeu Macruz, responsavel pelas necropsias dos animais mortos no Joquei-Clube de São Paulo (JCSP) e tambem centro de referencia no Estado de São Paulo. Dos 250 equinos, 216 pertenciam a joqueis-clubes e 34 eram externos. Durante a necropsia observanos que 59,26 por cento dos animais pertencentes a joqueis-clubes e apenas 20,59 por cento dos outros animais apresentaram ulcera gastrica. Esta diferenca foi estatisticamente significante para machos e femeas (p<O,O5). Ao reduzirmos a amostra para animais mortos em pareo, a prevalencia de ulcera gastrica foi 66 por cento. Entretanto nao houve diferenca estatisticamente slgnificante entre os equinos de joqueis-clubes mortos durante pareo e os demais equinos de joqueis-clubes em relacao a presenca de ulcera gastrica. Dentre os animais mortos durante pareo, 83,33 por cento das femeas e 60 por cento dos machos apresentaram ulcera gastrica (p = O,156). Tambem relacionamos a ocorrencia de ulcera gastrica com colica, ruptura e perfuracao gastrica, nao sendo encontrada nenhuma associacao entre estas variaveis. Em relacao a localizacao das ulceras, 77,03 por cento estavam na regiao aglandular, 21,48 por cento na regiao proxima a prega Margo plicatus e nenhuma na regiao glandular. Com estes dados, pudemos concluir que em São Paulo a prevalencia de ulcera gastrica e maior em cavalos de corrida que em cavalos utilizados para outras finalidades, sendo que a ocorrencia de ulceras e mais frequente na regiao aglandular. A ocorrencia de ulcera gastrica em cavalos nao esta relacionada a idade ou ao sexo dos animais. Nao ha relacao entre ulcera gastrica e colica ou ruptura gastrica
Assunto Cavalos
Úlcera Gástrica
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 104 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 104 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16773

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta