Antígenos de histocompatibilidade HLA-A, -B, -DR e -DQ em portadores assintomáticos do HTLV-I (Vírus linfotrópico de células T humanas), doentes com L/LTA (Linfoma/Leucemia de células T do adulto), e HAM/TSP (Mielopatia associada ao HTLV-I)

Antígenos de histocompatibilidade HLA-A, -B, -DR e -DQ em portadores assintomáticos do HTLV-I (Vírus linfotrópico de células T humanas), doentes com L/LTA (Linfoma/Leucemia de células T do adulto), e HAM/TSP (Mielopatia associada ao HTLV-I)

Título alternativo Leukocyte antigen class I and II associated with human T-cell lymphotropic virus rype I infection, HTLV-associated mielopathy/tropical spastic paraparesis and adult T-cell leukemia/lymphoma in brazilian population
Autor Borducchi, Davimar Miranda Maciel Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira, José Salvador Rodrigues de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Em todo mundo 10 a 20 milhoes de pessoas estao infectadas pelo HTLV-1, das quais l a 5 por cento desenvolvem doenca relacionada a este virus, mais frequentemente L/LTA (Linfoma/ Leucemia de celulas T do adulto) e HAM/TSP (Mielopatia associada ao HTLV-1/Paraparesia Espastica Tropical. os determinantes da progressao para doenca nao estao estabelecidos, mas acredita-se que haja a participacao de fatores geneticos. Objetivo: Investigar se existe relacao entre genes do complexo HLA (Human Leukocyte Antigen) e ocorrencia de L/LTA e HAM/TSP. Metodo: A tipificacao HLA-A, B, DR e DQ foi realizada atraves do metodo de PCR-SSP, amplificacao de segmentos dos genes atraves de pares de primers especificos (One Lambda, Canoga Park, CA, USA) em individuos brancos e mulatos, pacientes com L/LTA, com HAM/TSP, ASS (portadores assintomaticos do HTLV-1) e grupo controle. As frequencias dos diferentes antigenos HLA observadas nos grupos acima foram comparadas (teste exato de Fisher) com as de grupos controles (individuos da populacao geral, doadores em banco de transplantes, soronegativos para HTLV-1) etnicamente pareados. Resultados: Tabela 1. Estudo em pacientes de cor branca: frequencias fenotipicas ( por cento) de especificidades HLA que apresentaram diferenca significante (*) em pelo menos um dos grupos de pacientes estudados em relacao ao grupo controle. HLA- A2 , A26 , DR8 L/LTA n=23 - 15*,35* 26* HAM/TSP n=28 - 312, 13, 7,1 ASS - n=23 -43,0 5,0 Controles n=68** e n=110*** - 47, 10, 7,3 p=O,008, =0,01, =0,02 n= amostra total de individuos estudados; **Grupo controle classe I; ***Grupo controle classe II Tabela 2. Estudo em pacientes de cor parda: frequencias fenotipicas (por cento) de especificidades HLA que apresentaram diferenca significante em pelo menos um dos grupos de pacientes estudados em relacao ao grupo controle. HLA - B15, DR8, DR10, DR11 ,DR15 L/LTA n=10 - 25, 40*, 30*, 30, 20 HAM/TSP n=11 - 50* , 0, 0, 55*, 18ASS n=11 - 43, 18, 27*, 27, 55* Controles n=l2O** e n=l46*** - 14, 9, 3, 14, 14 p =O,02 ,=O,01,=O,009 e =O,01,=O,004,=O,004 n= amostra total de individuos estudados; **Grupo controle classe I; ***Grupo controle classe II Conclusao: Os resultados obtidos permitiram as seguintes conclusoes: 1) HLA-A26, em brancos, confere susceptibilidade ao L/LTA, corroborando achado de literatura em populacao do Japao. 2) HLA-DR11, em mulatos, confere susceptibilidade a HAM/TSP, corroborando achado de literatura em negros jamaicanos e japoneses....(au)
Assunto Antígenos HLA
Vírus 1 linfotrópico T humano
Doença
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 75 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16796

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta