Acurácia na detecção de imunoglobulinas G (IgG) anti-HIV-1/2 por um teste rápido (DOT-ELISA) no fluido oral em pacientes portadores do HIV/AIDS e doadores de sangue

Acurácia na detecção de imunoglobulinas G (IgG) anti-HIV-1/2 por um teste rápido (DOT-ELISA) no fluido oral em pacientes portadores do HIV/AIDS e doadores de sangue

Título alternativo Accuracy of anti HIV-1/2 immunoglobulim G (IgG) detection by a rapid test (Dot-ELISA) in oral fluid of HIV positive/aids patients and voluntary blood donors
Autor Ferreira, Paulo Roberto Abrão Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lewi, David Salomao Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A sorologia como metodo de identificacao da infeccao pelo Virus da imunodefiCiência Humana (HIV) e da Sindrome da imunodefiCiência Adquirida (SIDA/aids) tem sido, amplamente usada desde 1985, tanto para o diagnostico clinico, quanto para inqueritos epidemiologicos e triagens sorologicas necessarias em bancos de sangue. Recentemente, vem sendo desenvolvidas tecnicas de diagnostico sorologico rapido, em urina e fluido oral, como alternativa para triagem na deteccao de anticorpos anti-HIV. Varios estudos vem comprovando sua acuracia. O objetivo deste estudo foi avaliar a sensibilidade, especificidade, acuracia, valor preditivo positivo (VPP) e valor preditivo negativo (VPN) do teste de immunoComb II HIV 1&2 Silva© da Orgenics (Dot- ELISA) quando comparado com a sorologia de rotina (ELISA e Western blot)de pacientes HIV positivos/aids, recebendo ou nao tratamento anti-retroviral, em diferentes estagios de evolucao da doenca e individuos, sabidamente, HIV negativos pelo ELISA serico (doadores de sangue). Para a realizacao do estudo foram avaliados 87 pacientes HIV positivos/aids e 5 pacientes HIV negativos (com comportamento de risco) atendidos no Centro de Controle de DefiCiências imunologicas (CCDI) e 98 doadores voluntarios de sangue do Hemocentro da Escola Paulista de Medicina/Universidade Federal de São Paulo (EPM - UNIFESP). A sensibilidade do Dot-ELISA em fluido oral foi de 100 por cento (IC 95 por cento; 80,07-10O por cento), a especificidade de 97,08 por cento (IC 95 por cento; 93,83-1OO por cento) , o valor preditivo positivo de 96,66 por cento(IC 95 por cento; 93,15-100 por cento) , valor preditivo negativo de 100 por cento(IC 95 por cento; 81,41-100 por cento) e acuracia 98,42 por cento (IC 95 por cento; 98,26-98,58 por cento). Este metodo se mostrou altamente aceitavel pelos pacientes, em relacao a coleta de sangue, e de facil realizacao. O teste em questao, nesta casuistica, foi altamente sensivel e especifico tornando-se util, principalmente, em inqueritos epidemiologicos e triagem, entre outras indicacoes. Para realizacao do diagnostico, os resultados positivos demandam um teste confirmatorio com especificidade mais alta
Assunto Sensibilidade e Especificidade
HIV
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 141 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 141 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16799

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta