Estuo prospectivo randomizado sobre o valor da preservacao do colo vesical nos indices de continencia urinaria apos prostatectomia radical

Estuo prospectivo randomizado sobre o valor da preservacao do colo vesical nos indices de continencia urinaria apos prostatectomia radical

Título alternativo Urinary continence and pathological outocome after bladder neck preservation in radical prostarectomy: a randomized prospective trial
Autor Nesrallah, Luciano Joao Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A preservacao do colo vesical durante a prostatectomia radical tem sido defendida como medida para melhorar os indices de continencia urinaria. Os relatos disponiveis, na literatura, sobre essa tecnica estao baseados em estudos retrospectivos usando controles historicos. Realizamos estudo prospectivo e randomizado comparando os resultados das tecnicas de preservacao e de resseccao do colo vesical nos indices de continencia urinaria precoce e tardio, assim como no controle cirurgico do cancer. Cento e vinte pacientes, com cancer de prostata estagios Tl- T3a, estavam planejados para participar do estudo e 70 foram incluidos na presente analise. Prostatectomia radical foi realizada pelo mesmo cirurgiao e o tipo de reconstrucao de colo vesical foi escolhido, por sorteio, durante a cirurgia. Os criterios de exclusao incluiam qualquer tipo de cirurgia previa no trato urinario baixo ou na suspeita de disfuncao vesical. A continencia urinaria pos-operatoria foi avaliada nas primeiras 48 horas apos a retirada da sonda vesical e apos dois e seis meses da cirurgia. As margens cirurgicas foram estudadas pelo mesmo patologista, de forma sistematica. A analise interina feita nos primeiros 70 pacientes, mostrou uma incidencia elevada de casos com margem cirurgica comprometida exclusivamente no colo vesical no grupo de preservacao e, assim, o estudo foi encerrado prematuramente. Trinta e cinco foram alocados no grupo de preservacao do colo vesical e 31 foram avaliados. Em quatro pacientes, a tecnica nao pode ser realizada e estes casos foram realocados para o grupo de resseccao do colo vesical. Ao final, 39 pacientes foram incluidos no grupo de resseccao, um paciente morreu no decimo-terceiro dia do pos-operatorio e 38 pacientes foram analisados. Nos pacientes submetidos a resseccao do colo vesical, incontinencia urinaria foi observada em 21 por cento, 13 por cento e 5 por cento dos pacientes apos 48 horas, 2 meses e 6 meses respectivamente. Nos pacientes em que o colo vesical foi preservado, incontinencia urinaria ocorreu em 32 por cento, 13 por cento e 3 por cento apos 48 horas, 2 meses e 6 meses. Nao houve diferenca estatistica entre os dois grupos, quanto aos indices de incontinencia urinaria. Margem cirurgica positiva exclusivamente ao nivel do colo vesical foi observada em 10 por cento dos pacientes do grupo de preservacao do colo vesical e em nenhum paciente do grupo de resseccao. Esse achado nao e estatisticamente significativo. A preservacao ...(au)
Assunto Prostatectomia
Incontinência Urinária
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 50 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 50 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16813

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta