Diagnostico da trombose venosa profunda dos membros inferiores: comparacao prospectiva entre a ultra-sonografia duplex com a flebografia ascendente

Diagnostico da trombose venosa profunda dos membros inferiores: comparacao prospectiva entre a ultra-sonografia duplex com a flebografia ascendente

Título alternativo Diagnosis of deep venous thtombosis of the lower limbs: prospective coparison between duplex ultrasound ro ascending venography
Autor Reis, Francisco Butori dos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Foram avaliados prospectivamente e de forma duplo-cega, 30 pacientes com tempo maximo de historia clinica de 7 dias e diagnostico de TVP aguda dos membros inferiores, atraves da realizacao de flebografia ascendente e ultrasonografia com Doppler colorido, sendo em um individuo a trombose bilateral, perfazendo um total de 31 membros examinados. Os resultados foram obtidos pela interpretacao dos dados em quatro segmentos: perna, joelho, coxa e pelve. Obtivemos, 52,2 a 53,6 por cento, 86,7 por cento, I OO,O por cento e 81,8 por cento de sensibilidade, 57,1 a 66,7 por cento, 75,0 por cento, 80,0 por cento e 87,5 por cento de especificidade e 54,6 a 60,1 por cento, 80,8 por cento, 90,0 por cento e 84,6 por cento de acuracia, respectivamente na perna, joelho, coxa e pelve. Concluimos que nos segmentos pelvico e femoro-popliteo a ultrasonografia com Doppler colorido suplanta a realizacao da flebografia ascendente, ja no segmento de perna ela deve ser realizada quando houver duvida diagnostica
Assunto Trombose Venosa
Ultrassonografia Doppler
Flebografia
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 66 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 66 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16821

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta