Prevenção da anemia ferropriva em lactentes que frequentam creches do município de São Paulo, através de uma formula láctea infantil fortificada com ferro

Prevenção da anemia ferropriva em lactentes que frequentam creches do município de São Paulo, através de uma formula láctea infantil fortificada com ferro

Título alternativo Prevention of the iron anemia in infants, regularly used in the care center connected to the municipal of São Paulo city, through the milk iron fortified infants eith iron
Autor Ferreira, Ana Maria do Amaral Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fisberg, Mauro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Este estudo duplo-cego teve por objetivo avaliar a eficacia de uma formula lactea infantil fortificada com ferro, na prevencao da anemia ferropriva, o aleitamento materno exclusivo e o crescimento em lactentes, no periodo de 6 meses. Casuistica e metodo: No inicio do trabalho foram estudadas 111 criancas, com idade entre 4 e 6 meses, divididas em dois grupos: grupo experimento que recebeu leite com ferro e grupo controle com 43 criancas, que recebeu leite de vaca integral em po, tradicionalmente utilizado nas creches do municipio de São Paulo. A avaliacao da intervencao consistiu na analise do estado nutricional, por antropometria, e dosagens bioquimicas dos nlveis sericos de hemoglobina, ferro e ferritina, antes e apos a intervencao durante 6 meses. Resultados: Nao houve modificacao no estado nutricional das criancas durante o estudo em relacao ao peso/idade, ao peso/estatura e a estatura/idade, baseados na distribuicao media do escore z entre os dois grupos de criancas estudadas. Os valores medios de hemoglobina, de ferritina serica e de ferro serico, tiveram um aumento significante com a intervencao no grupo experimento quando comparado ao grupo controle. Encontrou-se uma prevalencia de anemia de 64,86 por cento entre toda a populacao. Ao final do estudo, as criancas do grupo experimento aumentaram em media O,66g/dL de hemoglobina, e o grupo controle apresentou uma diminuicao (-0,46 g/dL p< O,OO 1). Verificou-se que o uso da formula de intervencao foi suficiente para prevenir e melhorar o estado de anemia em geral da populacao no estudo, o que nao ocorreu com o grupo controle, que teve piora evidente do estado nutricional de ferro. Ao inicio do estudo, quando se avaliou a ferritina serica, 39,71 por cento das criancas do grupo experimento apresentavam deplecao de ferro, ocorrendo uma melhora significante (I4,71 por cento) ao termino do estudo. Na avaliacao do ferro serico as criancas do grupo experimento mostraram uma prevalencia de defiCiência de ferro de 85,29 por cento, e, apos a intervencao, este percentual reduz para 76,47 por cento. O media da inGestão diaria de leite no grupo experimento foi de 241,52 ml e 227,50 ml no grupo controle, demonstrando uma diferenca significante, apesar de um discreto aumento ao longo do estudo. Conclusao: Concluimos que o uso de alimentos fortificados com ferro nessa faixa etaria e uma medida efetiva para combater a defiCiência desse elemento em uma populacao...(au)
Assunto Anemia
Lactente
Alimentos Fortificados
Ferritinas
Ferro
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 180 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 180 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16919

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta