Seleção de linhagens de linfócitos Th1 e Th2 murinas específicas para gp43 de Paracoccidioides brasiliensis

Seleção de linhagens de linfócitos Th1 e Th2 murinas específicas para gp43 de Paracoccidioides brasiliensis

Título alternativo Selection of murine Th1 e Th2 lineages of lymphocytes specific for gp43 of Paracoccidioides brasiliensis
Autor Hiyane, Meire Ioshie Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lopes, Jose Daniel Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Paracoccidioidomicose e uma micose sistemica, endemica na America Latina. O agente etiologico e o fungo termo-dimorfico Paracoccidioides brasiliensis. A infecao pode levar a diferentes formas clinicas da doenca que estao associados com varios graus de supressao da resposta imune celular. No modelo murino foram determinadas duas principais linhagens de camundongos isogenicos, A/Sn e BI,O.A, que sao resistentes e suscetiveis, respectivamente, a infeccao pelo fungo. O estudo da resposta imune a gp43 no modelo experimental murino contribuiu para a demonstracao do papel dessa proteina como antigeno majoritario e tambem como indutor de resposta imune celular. TABORDA et al. (1998) observaram que celulas totais de linfonodos de camundongos BALB/c sensibilizados com gp43, quando estimuladas in vitro, produzem grandes quantidades de IFN-g . Em experimentos de protecao, observaram a diminuicao da carga fungica em camundongos imunizados com gp43 tendo sido essa protecao relacionada a producao de IFN-g . A resposta humoral desses animais apos o desafio apresentou, de forma mista, padrao Thl/Th2 secretando IgG1, IgE, IgG2a e IgG3. Tendo em vista a importancia da resposta imune celular na PCM e a evidente capacidade da gp43 de induzir resposta imune protetora ao desafio intratraqueal com o fungo, o nosso trabalho teve como objetivo selecionar subpopulacoes de celulas Th1 e Th2 especificas para gp43 no modelo murino da PCM. Os clones selecionados foram caracterizados como Th1 ou Th2, de acordo com o perfil de citocinas secretadas em cultura durante a exposicao a gp43. Clones Th1 e Th2 foram transferidos passivamente, por meio de injecao intraesplenica das celulas, para camundongos B1O.A. Os animais imunizados passivamente foram submetidos a testes de intradermorreacao com gp43, afim de avaliar a resposta in vivo para cada tipo de clone. Camundongos que receberam clones Th1 desenvolveram reacao de hipersensibilidade do tipo tardio, e os que receberam Th2, hipersensibilidade mediada por anticorpos
Assunto Linfócitos T auxiliares-indutores
Paracoccidioides
Glicoproteínas
Paracoccidioidomicose
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 60 p. ilus.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 60 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16924

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta