Alterações oxidativas e da defesa antioxidante no broncoespasmo agudo induzido em cobais

Alterações oxidativas e da defesa antioxidante no broncoespasmo agudo induzido em cobais

Título alternativo Oxidative stress and antioxidante defense alterations in the induced acute bronchoepasm in guinea pigs
Autor Percario, Sandro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Romaldini, Helio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A asma é uma das doenças mais comuns nos países ocidentais, afetando principalmente indivíduos jovens. Apesar de ser difícil a sua definição, recentemente a asma foi definida como sendo uma doença inflamatória das vias aéreas, caracterizada por uma obstrução variável do fluxo aéreo e por hiperresponsividade das vias aéreas, na qual as manifestações clínicas proeminentes incluem respiração dificultosa e ruidosa, com encurtamento da respiração. Devido à maciça produção de radicais livres do oxigênio nos processos inflamatórios, nos últimos anos diversos autores tem destacado a potencial participação dos radicais livres do oxigênio e das defesas antioxidantes nos processos associados à asma. Com o objetivo de estudar as alterações agudas do metabolismo oxidativo e da defesa antioxidante no broncoespasmo agudo, 20 cobaios foram submetidos à vaporização de uma solução de histamina. Outros 15 animais foram submetidos à vaporização de água destilada, constituindo o grupo controle. Imediatamente após a inalação os animais foram observados por cinco minutos em busca de sinais clínicos da doença, sendo posteriormente sacrificados para a obtenção de amostras de sangue e tecido pulmonar para a avaliação laboratorial de malondialdeído, nitritos e nitratos totais, superóxido dismutase, glutationa peroxidase, colesterol, ácido úrico e da capacidade antioxidante total. Após a indução do broncoespasmo agudo, os animais apresentaram sinais variados associados, incluindo cianose, dificuldade em respirar, perda do equilíbrio e irritabilidade, sinais ausentes nos animais do grupo controle. Foram encontrados valores significativamente elevados de malondialdeído, nitritos e nitratos totais e da defesa antioxidante total em tecido pulmonar obtido dos animais do grupo controle, além do aumento significativo dos níveis plasmáticos da capacidade antioxidante total e dos níveis eritrocitários da superóxido dismutase nestes animais. A diminuição do nitritos e nitratos totais indica diminuição nos valores de óxido nítrico e, juntamente com a diminuição nos valores do malondialdeído encontrados no tecido pulmonar dos animais do grupo histamina, podem sugerir a produção de peroxinitrito, a partir da reação do óxido nítrico com o radical livre superóxido, hipótese que é reforçada pela diminuição nos níveis tissulares da defesa antioxidante total encontrada nestes animais. Estes resultados sugerem que, mesmo neste...(au).
Assunto Asma
Radicais livres
Antioxidantes
Malondialdeído
Óxido nítrico
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 107 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16935

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta