Expressao dos genes hGH (hormonio de crescimento humano) e LacZ(Beta-galactosidade) por longo periodo pelas celulas musculares lisas vasculares, transduzidas por vetores retrovirais, implantadas na adventicia vascular de ratos: estabelecimento de um novo modelo de terapia genica ex vivo

Expressao dos genes hGH (hormonio de crescimento humano) e LacZ(Beta-galactosidade) por longo periodo pelas celulas musculares lisas vasculares, transduzidas por vetores retrovirais, implantadas na adventicia vascular de ratos: estabelecimento de um novo modelo de terapia genica ex vivo

Título alternativo Long-term expression of hGH(human growth hormone) and LacZ(Beta-galactosidade) genes in vascular smooth muscle cells transduced by retroviral vectors implanted in vascular adventia of rats: establishment of a new model for ex vivo gene teraphy
Autor Braga, Patricia Cristina Baleeiro Beltrao Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A proximidade dos vasos sanguineos torna as celulas musculares lisas vasculares(CML) ideais para a terapia genica sistemica. Alem disso, essas celulas tem proporcionado expressao de genes exogenos in vivo por longos periodos. Entretanto, o procedimento usualmente empregado para semear CML transduzidas em arterias desnudas de celulas endoteliais, frequentemente induz a estenose vascular, consequentemente com alto risco para uso em humanos. Nesse trabalho, demonstramos que a adventicia vascular e um local susceptivel para introduzir CML transduzidas para secretar proteinas na corrente sanguinea atraves de um simples procedimento, evitando as complicacoes vasculares pos-operatorias. As CML transduzidas com o vetor retroviral L(GH6)SN, o qual carrega o gene do hormonio do crescimento humano (hGH), foram semeadas na regiao adventicia da porcao abdominal da arteria aorta de ratos atraves da simples injecao da suspensao celular. Baseados na producao de HGH e anticorpos anti-hGH no soro, nos demonstramos que houve producao de hGH por um periodo de, aproximadamente, 2 meses. A expressao genica por um longo periodo tambem foi demonstrada usando o gene bacteriano da enzima b-galactosidase (LacZ). Nos cortes histologicos da aorta, apos coloracao com o cromogeno X-Gal, foram observadas varias celulas azuis na adventicia vascular por, pelo menos, 11 semanas. Em relacao ao vetor construido com o gene hGH sob o controle do promotor da metalotioneins humana (hPMT), verificamos producao de hGH somente por alguns dias in vivo, o qual foi ativado por Zn2+. Com o nosso procedimento de implante celular, nao observamos estenose, trombose ou outras anormalidades vasculares ou fisiologicas em nenhum dos animais experimentados. Esse modelo de transferencia genica ex vivo - Introdução de celulas modificadas em um local que nao e o de sua origem - poderia ser realizado em vasos perifericos de animais de maior porta atraves da simples injecao da suspensao celular. Este procedimento nos permite introduzir um grande numero de celulas modificadas para a producao da quantidades suficientes de proteinas a terapia
Assunto Retroviridae
Músculo Liso Vascular
Hormônio do Crescimento
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 110 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16960

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta