Estudo da laminina serica e de sua deposicao no figado de ratos com fibrose hepatica induzida por tetracloreto de carbono

Estudo da laminina serica e de sua deposicao no figado de ratos com fibrose hepatica induzida por tetracloreto de carbono

Título alternativo Serum laminin and its deposition in the liver of rats with carbon tetrachloride-induced fibrosis
Autor Neves, Lindalva Batista Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Laminina serica tem sido correlacionada com hipertensao portal e capilarizacao dos sinusoides nas hepatopatias cronicas. Entretanto, pouco se conhece sobre sua dinamica nas doencas hepaticas. Neste trabalho, objetivou-se estudar niveis sericos e deposicao de laminina no tecido hepatico, correlaciona-la com graus de fibrose hepatica e hipertensao portal experimentalmente induzidas. 59 Ratos albinos Wistar foram mantidos como controles ou tratados com solucao 8 por cento de CCl4. Entre a 6 a e 16 a semana de experimento, 16 controles e 33 tratados COM CCl4 foram sacrificados, submetidos a cateterizacao da veia porta, medida da pressao portal em coluna liquida e coleta de sangue da veia porta, veia supra-hepatica e veia femoral. Dez ratos (quatro controles e seis tratados) foram submetidos a coleta de sangue da aorta abdominal, veia porta e veia supra-hepatica. Fragmentos de figado foram fixados em glutaraldeido 2 por cento para microscopia eletronica, congelados em nitrogenio liquido para imunohistoquimica e fixados em formol para microscopia optica. A fibrose hepatica foi classificada como fibrose perivenular, fibrose septal completa, incompleta e cirrose. Determinacao da concentracao de laminina circulante foi realizada pela tecnica de ensaio imunoenzimatico com anticorpo desenvolvido a partir de laminina isolada de tumor Engelbreth-Holm-Swarm, purificado em coluna de afinidade. O anticorpo foi tambem utilizado para imunohistoquimica, com anticorpo secundario biotinilado (titulacao 1/500). A microscopia eletronica mostrou alteracoes estruturais na fibrose septal e principalmente na cirrose, com substancia amorfa eletrondensa depositada no espaco de Disse e desaparecimento das fenestracoes sinusoidais. A pressao portal correlacionou-se com grau de fibrose hepatica (r = O,82; P < O,OO1; n=45) e seus niveis nos grupos fibrose septal (1O,8 + 1,2 cmH2O) e cirrose (l3,6 + 3,1 CmH2O) foram estatisticamente superiores aos grupos controle (7,9 + 1,5 cmH2O) e flbrose perivenular (9,1 + O,8 cmH2O). A concentracao de laminina no sangue periferico do grupo cirrose (40,0 + 18,7 mg/dL) foi significantemente superior aos grupos controle (l3,8 + 12,1 mg/dL), fibrose perivenular (l9,l + 15,5 mg/dL) e fibrose septal (22,2 + 27,0 mg/dL). A laminina circulante correlacionou-se com grau de flbrose hepatica (r O,59; P < O,01; n= 49) e em menor grau com a pressao portal (r = O,29; P O,05; n=45). Houve correlacao estatisticamente significante entre as ...(au)
Assunto Laminina
Matriz Extracelular
Hipertensão Portal
Cirrose Hepática Experimental
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 107 p. ilus.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16980

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta