Estudo de prevalencia da infeccao pelos virus das hepatites A, B, C, E, no distrito sanitario oeste da cidade de Natal, Rio Grande do Norte, noroeste do Brasil

Estudo de prevalencia da infeccao pelos virus das hepatites A, B, C, E, no distrito sanitario oeste da cidade de Natal, Rio Grande do Norte, noroeste do Brasil

Título alternativo The prevalence studies of hepatitis viruses A, B, C, D, and E in western sanitary district in Natal, the city of the State of Rio Grande do Norte
Autor Sousa, Gilmar Amorim de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os virus hepatotropicos compartilham a caracteristica comum de produzir inflamacao e necrose do hepatocito. Atualmente sabe-se que pelo menos 5 virus causam doenca no homem, sao os virus das hepatites A, B, C, D e E. A maior parte dos estudos de prevalencia das hepatites virais sao realizadas com populacao de doadores de sangue, que, naturalmente, nao traduzem as condicoes da populacao geral. Em Natal, capital do Estado do Rio Grande do Norte, Regiao Nordeste do Brasil, os dados oficiais sao incompletos no que se refere a prevalencia da infeccao pelos diferentes tipos de virus que acometem a populacao geral. O Distrito Sanitario Oeste, com uma populacao proxima de 230.000 pessoas, se constitui numa das areas mais pobres da cidade e por estes motivos foi escolhido para estudo. O objetivo foi de estimar a prevalencia dos virus de transmissao fecal-oral (virus da hepatite A e virus da hepatite E ) e de transmissao parenteral (virus da hepatite B e virus da hepatite C) e discutir possiveis associacoes com condicoes sanitarias, bem como fatores de risco, conhecidos, para hepatites de transmissao parenteral. Foi utilizado um desenho transversal, constando da aplicacao de um questionario previamente elaborado contendo os principais dados epidemiologicos. Foi realizada a pesquisa dos mercadores anti-HAV (hepatite A), anti-HEV(hepatite E); HBsAg, anti-HBc e anti-HBs (hepatite B) e anti-HCV (hepatite C) Os dados obtidos foram processados no programa EPI-Info, versao 5.0. tendo sido feita uma analise estatistica descritiva e exploratoria dos dados. A soroprevalencia estimada do anti-HAV foi de 88,5 por cento, distribuicao compativel com o padrao descrito para paises subdesenvolvidos e associacao relacionada a presenca de agua empocada no peridomicilio e faixa etaria. A soroprevalencia estimada para o HEV foi de 3.5 a 6,5 por cento, com distribuicao compativel para outros paises endemicos, intermediaria entre paises da Europa e Africa. Nao se demonstrou associacao do anti-HEV com variaveis relacionadas as condicoes socio-demograficas. As soroprevalencias estimadas para os HBV (I por cento de positivos HBsAg) e HCV ( O,5 por cento de positivos para o antiHCV), indicam que o DSO e area de baixa endemicidade para ambas as infeccoes com estimativa proxima da relatada em doadores de sangue
Assunto Estudos Transversais
Hepatite Viral Humana
Hepatite A
Hepatite B
Hepatite C
Hepatite E
Marcadores Biológicos
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 208 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 208 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17009

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta