Influencia do diabetes melito sobre o balanco energetico de ratas prenhes

Influencia do diabetes melito sobre o balanco energetico de ratas prenhes

Título alternativo The influence of diabetes mellitus on energy balance of pregnant rats
Autor Yamada, Ruth Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A gestacao leva a um aumento no gasto energetico, decorrente da formacao dos conceptos, bem como da formacao de estoques energeticos, fundamentais durante o periodo de amamentacao, uma vez que o custo energetico para sua manutencao e muito elevado. Da mesma forma, o Diabetes Melito leva a um aumento do gasto energetico em funcao de alteracoes hormonais e metabolicas. Neste trabalho, estudamos o balanco energetico de ratas diabeticas gestantes e nao gestantes, para verificar a influencia do diabetes melito sobre o balanco energetico destes animais e tambem sobre a distribuicao de energia entre mae e prole. Utilizamos ratas Wistar EPM-1 com 3 meses de idade pertencentes a quatro grupos experimentais, ou seja, nao gestantes nao diabeticas, gestantes nao diabeticas, nao gestantes diabeticas e gestantes diabeticas. O diabetes foi induzido por administracao intraperitoneal de estreptozotocina (6Omg/kg) 15 dias antes do inicio da gestacao, a partir de quando, os animais (gestantes ou controles) foram mantidos por 21 dias em gaiolas metabolicas para o controle diario de peso corporal, inGestão alimentar e coleta de fezes e urina. No 21' dia, os animais foram sacrificados e seus filhotes, placentas, uteros, carcacas, fezes e urina foram tratados para analise calorimetrica. O diabetes melito diminuiu o ganho de peso corporal bruto de ratas gestantes em relacao ao seu grupo controle, nao alterando significantemente o ganho bruto de peso corporal das ratas nao gestantes diabeticas comparando com as ratas nao gestantes controle. O diabetes melito contribuiu para o aumento da energia metabolizavel e do casto energetico na gestacao, levando a uma o efiCiência metabolica inferior em relacao ao esperado na gestacao normal. E possivel que a hipoinsulinemia e a hiperglucagonemia tenham influenciado no aumento da taxa de metabolismo basal, por causa de modificacoes metabolicas ocorridas nas ratas diabeticas. Com isso, os animais diabeticos tiveram menor conteudo de gordura na carcaca, e as gestantes diabeticas tiveram menor ganho de peso corporal liquido em relacao ao grupo controle. O diabetes melito alterou, entao, o ganho de peso corporal materno, influenciando tambem a menor quantidade de energia no utero. Observamos que o diabetes materno levou a um menor peso dos filhotes e uma tendencia que esses filhotes apresentassem menor numero e menor energia na carcaca. Concluimos que diabetes mellto interfere na distribuicao de energia da mae para a prole, ...(au)
Assunto Metabolismo Energético
Gravidez
Diabetes Mellitus
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 137 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 137 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17010

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta