Imuno-expressão da proteína p53 em bócios e em adenomas e carcinomas diferenciados de células foliculares da tireoide associados a bócio

Imuno-expressão da proteína p53 em bócios e em adenomas e carcinomas diferenciados de células foliculares da tireoide associados a bócio

Título alternativo p53 in goiters alone, and goiters associated with adenomas and differentiated carcinomas ofthyroid follicular cell origen: an immunohistochemical study
Autor Santiago, Lucila Heloisa Simardi Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nosé, Vânia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Alteracoes do gene supressor de tumor p53 sao incomuns em neoplasias tireoidianas de histogenese folicular, benignas e malignas diferenciadas (carcinomas folicular e papilifero), e ausentes nos poucos casos estudados da literatura. Por outro lado, anormalidades tanto do gene p53 como da proteina por ele codificada sao detectadas com grande frequencia em carcinomas pouco diferenciados e indiferenciados (anaplasicos), sendo mais comum nestes ultimos, sugerindo que a perda de funcao da p53 esta relacionada com o fenotipo indiferenciado e comportamento biologico altamente agressivo destas neoplasias. Modelos hipoteticos propostos para a carcinogenese tireoidiana a partir da celula folicular, desenvolvendo-se atraves de varias etapas caracterizadas por mutacoes distintas, colocam invarialvelmente a mutacao do p53 como um evento tardio. Para este trabalho foram selecionados retrospectivamente em dois anos consecutivos dentre os pacientes submetidos a tireoidectomia aqueles com um dos diagnosticos histopatologicos abaixo especificados, constituindo tres grupos: Carcinomas de celulas foliculares diferenciados com bocio concomitante (n=l5) Adenomas com bocio concomitante (n=5) Bocios (n=49) Realizamos estudo imuno-histoquimico para investigar a imuno-expressao da proteina p53. A prevalencia da imuno-reatividade da p53 nuclear e citoplasmatica, nos tres grupos, considerando-se como positivo o valor do indice igual ou maior que 10 por cento (valor de corte 10 por cento), foi superior ao da literatura. Os nossos resultados demonstram que a imuno-expressao da p53 nao e exclusiva das neoplasias malignas da tireoide, ocorrendo em adenomas e bocios. A imuno-marcacao da p53 nao foi util na distincao entre bocios com e sem neoplasia concomitante. Os dados desta pesquisa sugerem uma via distinta na carcinogenese das celulas foliculares quando associadas a bocio, com participacao precoce da proteina p53. Casuisticas adicionais, assim como a complementacao com estudos bioquimicos, cromossomicos e genicos, sao fundamentais para sustentacao desta hipotese
Assunto Glândula tireoide
Bócio
Imuno-histoquímica
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 156 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 156 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17048

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta