Rastreamento de auto-anticorpos reativos contra extratos de membrana sinovial e cartilagem articular em pacientes com artrite reumatóide

Rastreamento de auto-anticorpos reativos contra extratos de membrana sinovial e cartilagem articular em pacientes com artrite reumatóide

Título alternativo Rastreamento of anbibodies against extracts of synovial membrane and articular cartilage in patients with rheumatoid arthritis
Autor Assis, Lucia Stella Seiffert de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Andrade, Luiz Eduardo Coelho Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A artrite reumatoide tem por caracteristica principal o comprometimento inflamatorio cronico da membrana sinovial, seguido por um processo de degradacao irreversivel da cartilagem articular e osso subcondral. A resposta imune especifica e nao especifica parece estar envolvida; porem o mecanismo de ativacao e a identificacao de antigeno(s) desencadeante(s) permanecem por ser elucidados. A pesquisa de auto-antigenos presentes na membrana sinovial ou na cartilagem articular e sua associacao com auto-anticorpos especificos e uma possibilidade para ampliar a investigacao fisiopatologica. Estudar e comparar o perfil de reatividade dos soros de pacientes com artrite reumatoide contra extratos antigenicos relacionados a tecidos situados nas articulacoes versus extratos antigenicos nao relacionados a tecidos articulares. METODO: Os soros de 79 pacientes com artrite reumatoide foram testados, pela tecnica de immunoblot, contra extrato de celulas HeLa, extrato bruto de membrana sinovial e cartilagem articular, de origem reumatoide e de patologia nao inflamatoria. [,'oram tambem testados 30 soros de individuos sadios que serviram como controles normais nos ensaios imunologicos. A analise estatistica foi realizada usando-se o teste do quiquadrado, o teste exato de Fisher e o teste de McNemar. RESULTADOS: A amostra de pacientes reumatoides evidenciou alta frequencia de soros (33 por cento) com anticorpos reagindo contra proteinas de celulas HeLa, com uma diferenca significante em relacao ao grupo sadio (17 por cento de soros positivos, p*=0,003). Embora uma banda com peso molecular estimado em 45 kDa tenha sido detectada com maior frequencia, predominou a heterogeneidade na reatividade dos soros reumatoides. A reatividade dos soros de pacientes reuniatoides contra o extrato de membrana sinovial tanto em tecido normal como em reumatoide mostrou-se baixa, 10 por cento e 8 por cento respectivamente. No entanto, foi observada grande heterogeneidade de proteinas reconhecidas por anticorpos sericos na membrana sinovial normal, sendo que as reatividades mais frequentes foram aquelas com migracao eletroforetica Resumo correspondendo a 109 (63 por cento) kDa e 73 (50 por cento) kDa. Por outro lado, a reatividade de soros normais contra extrato de membrana sinovial normal e reumatoide foi 3 por cento. Nao houve reatividade ao extrato de cartilagem articular normal, tanto com soros de pacientes reumatoides quanto com soros de...(au)
Assunto Autoanticorpos
Membrana sinovial
Cartilagem articular
Artrite reumatóide
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 124 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 124 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17055

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta