Avaliacao da densidade de neutrofilos em sangue periferico de pacientes com lupus eritematoso sistemico

Avaliacao da densidade de neutrofilos em sangue periferico de pacientes com lupus eritematoso sistemico

Título alternativo Evaluation of peripheral blood sample neutrophils density in systemic lupus erithematosus patients
Autor Scotton, Antonio Scafuto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A tecnica de centrifugacao do sangue periferico em gradiente de ficoll-hypaque (FH) com densidade = 1077 mg/ml esta bem estabelecida como metodo para separar celulas do sangue periferico. Em estudo anterior foi demonstrado que pacientes com doencas reumaticas como artrite reumatoide, lupus eritematoso sistemico e febre reumatica aguda apresentam aumento na porcentagem de neutrofilos na camada onde normalmente encontram-se as celulas mononucleares (linfocitos e monocitos). Esta alteracao parece ser devido a diminuicao da densidade dos neutrofilos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a densidade de neutrofilos perifericos de pacientes com LES e 'verificar se ha relacao entre a alteracao da densidade de neutrofilos e atividade de doenca, tempo de doenca, manifestacao clinica e dose de corticoesteroide. Pacientes e metodos: participaram do estudo 51 pacientes com LES, de acordo com a classificacao do Colegio Americano de Reumatologia e 29 controles pareados de acordo com sexo, idade e cor de pele. 3 ml de sangue com anticoagulante foi submetido a centrifugacao em gradiente de Ficoil-Hypaque, apos o que as celulas presentes na interfase de FH foram retiradas cuidadosamente e feitas esfregacos em laminas. Apos coloracao com hematoxilina e eosina, foram contadas 500 celulas e determinado o numero de linfocitos, monocitos e neutrofilos presentes em 500 celulas avaliadas. A porcentagem de neutrofilos e a relacao L+M/N dos pacientes e controles foram comparadas atraves do teste de Man-Whitney. O teste de correlacao de Spearman foi utilizado para verificar se haveria associacao entre relacao L+M/N e atividade de doenca avaliada pelos escores do SLEDAI. Os pacientes com LES foram categorizados de acordo com os escores do SLEDAI em 4 grupos: grupo l com SLEDAI = zero, grupo 2, SLEDAI u l e = 6; grupo 3, SLEDAI de 7 a 11 e grupo 4 com SLEDAI >11. A porcentagem de neutrofilos e a relacao L+M/N entre estes subgrupos de pacientes foram comparados entre si e com os controles atraves do teste de Man-Whitney. Este teste tambem foi utilizado para comparar grupos de pacientes com diferentes tempo de doenca e doses de corticoesteroides. Foram considerados significantes valores de p< O,5. Resultados: A media dos numeros de neutrofilos presentes na interfase FH foi significantemente maior em pacientes do que em controles e consequentemente a relacao L+M/N foi significantemente menor nos pacientes. Nao foi encontrada correlacao entre L+M/N e atividade de doenca...(au)
Assunto Neutrófilos
Contagem de Células
Separação Celular
Lúpus Eritematoso Sistêmico
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 101 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17070

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta