Auto-anticorpos dirigidos à componentes da matriz extracelular em pacientes portadores de diferentes formas de periodontite

Auto-anticorpos dirigidos à componentes da matriz extracelular em pacientes portadores de diferentes formas de periodontite

Título alternativo Autoantibodies directed to extracellular matrix components in patients with different forms of periodontitis
Autor Gennaro, Luiz Antonio de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mariano, Mario Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A doenca periodontal e uma enfermidade infecciosa de carater inflamatorio cronico que ocorre nos tecidos de protecao e sustentacao dente. Nas formas mais graves da doenca ocorrem extensas destruicoes desse tecidos com a consequente eliminacao do elemento dentario. Estudo epidemiologicos revelam que a porcentagem de incidencia da doenca aumenta com a idade atingindo, virtualmente, 100 por cento da populacao senil. A doenca periodontal pode se apresentar sob diferentes formas clinicas; desde formas brandas facilmente controlaveis ate formas mais agressivas de dificil controle clinico-cirurgico. Uma forma caracteristica de periodontite ,a Periodontite Juvenil Localizada, de caracteristica agressiva, se manifesta em individuos adolescentes e adultos jovens. A possibilidade da producao de auto-anticorpos dirigidos a componentes da matriz extracelular a partir de processos infecciosos e inflamatorios do tecido conjuntivo periodontal podem representar um fator diferencial de agressividade a esses tecidos. Soros de individuos agrupados em tres categorias de doenca periodontal: PJL - grupo A; PRP - grupo C e PCA - grupo D, foram colhidos. A reacao sorologica por ELISA, determinou a presenca no soro de pacientes do grupo A de anticorpos anti-fibronectina, anti-laminina e anti-colageno do tipo I, respectivamente com 68,18 por cento, 62,50 por cento e 45,83 por cento de soros positivos, contra 45,83 por cento para anticorpos anti-colageno tipo I em individuos do grupo C. Embora o grupo D tenha apresentado producao de auto-anticorpos, nao houve diferencas estatisticamente significantes quando comparadas com o grupo controle. Os dados sugerem que a presenca de auto-anticorpos sericos pode representar um importante indicador na patogenese periodontal contudo, nao e suficiente para classifica-la como doenca auto-imune. No entanto, esses resultados sugerem que a deteccao desses auto-anticorpos pode se constituir em metodo complementar de diagnostico diferencial para as forma agressivas da doenca. Para tanto, estudos mais detalhados devem elaborados
Assunto Autoanticorpos
Fibronectinas
Laminina
Colágeno
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 84 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 84 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17091

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta