Características e determinantes da relação potência-duração para o exercício dinâmico com os membros superiores em homens ativos saudáveis

Características e determinantes da relação potência-duração para o exercício dinâmico com os membros superiores em homens ativos saudáveis

Título alternativo Characteristics and determinants of the power-duration relationship for upper-body dynamic exercice with active healthy men
Autor Belasco Junior, Domingos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silva, Antonio Carlos da Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Tempo de fadiga (t) decresce hiperbolicamente em relacao a potencia (W), pelo menos para exercicios dinamicos de membros inferiores (MMII), i.e. (W' = W - PC) x t, onde, PC e a assintota potencia critica e W' e a constante de curvatura. Neste constructo, PC teoricamente representa a mais alta carga de trabalho sustentavel e W' pode ser considerado um equivalente da capacidade de trabalho anaerobio. Apesar da importancia do exercicio de membros superiores (MMSS) no contexto da reabilitacao e nas atividades de vida diaria as caracteristicas da relacao W-t nao tem sido muito avaliada em humanos. Dez individuos masculinos, ativos e saudaveis, com idade 26 n 2,4 anos foram avaliados. Apos um teste em rampa em um ergometro de MMSS (Cybex MET 300, Cybex, USA), os sujeitos fizeram, em diferentes dias, numa sequencia randomizada, 5 exercicios de alta intensidade ate o limite de tolerancia. Nos encontramos que a relacao W-t, para todos sujeitos, foi bem definida como uma funcao hiperbolica. Isto foi consistente com uma alta correlacao entre W e 1/tempo. Valores para PC e W' foram 103n26W e 7,1n2,l4kJ respectivamente. Foram analisadas as correlacoes entre parametros aerobios (VO2pico, Limiar Ventilatorio) e anaerobios (potencia maxima e media do teste de Wingate, parametros do DEXA e parametros da dinamometria isocinetica) com a PC e a W'. Foi concluido que, similarmente com exercicios de MMII, a relacao W-t para MMSS e hiperbolica. Portanto, existem ambos (i) um limite de tolerancia para a habilidade humana em exercitar por longo tempo com os MMSS (PC) e (ii) uma limitada capacidade de trabalho supra-PC (W'). Nos encontramos uma significante associacao entre parametros aerobios e a PC. A W' representa a capacidade maxima de trabalho supra-PC e esta moderadamente associada com parametros otidos no teste de Wingate e EXA. Os resultados sugerem que fontes anaerobias de regeneracao energetica podem constituir-se nos principais determinantes deste parametro
Assunto Potência
Teste de esforço
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 112 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 112 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17146

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta