Morbidez e mortalidade neonatal no segundo gemelar parturido por via vaginal e a relacao com intervalo de tempo de nascimento entre os gemeos

Morbidez e mortalidade neonatal no segundo gemelar parturido por via vaginal e a relacao com intervalo de tempo de nascimento entre os gemeos

Título alternativo The literature about the birth time interval between twins delivered through the vaginal canal and its effect upon the second twin
Autor Fava, Jair Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A motivacao para a realizacao desta Tese de Mestrado surgiu da polemica existente na literatura sobre o intervalo de tempo de nascimento entre os gemeos parturidos por via vaginal e sua repercussao sobre o segundo gemeo. Nosso objetivo foi avaliar a importancia deste intervalo sobre a morbidade e a mortalidade neonatal. Realizamos um estudo retrospectivo em 50 gemeliparas atendidas na Maternidade Pro-Matre de Vitoria que parturiram 100 recem-nados, por via vaginal, com peso superior a 5OOg e sem malformacoes maiores. Separamos os recem-nados em G1 (primeiro gemeo), e G2 (segundo gemeo). Foram considerados como indicativo de morbidez neonatal: asfixia ao nascimento, caracterizada pelo indice de APGAR inferior a 7, no 1§ minuto de vida; sindrome do desconforto respiratorio, apurada a luz de dados clinicos e radiologicos; tempo de internacao hospitalar superior a 4 dias. Foi analisada da mesma forma a mortalidade intra-hospitalar. Quanto ao estudo do intervalo de tempo de parturicao entre os gemeos (Dt), realizamos pontos de corte de 5 em 5 minutos, ate 35 minutos. Fizemos, tambem, analise por faixas de tempo: ,Dt ate 5 minutos, de 6 a 1O, de 11 a 15, de 16 a 20 e de 21 a 150 minutos. Os nossos resultados mostraram que nao houve diferenca estatisticamente significante ( p < O,05 ) entre as frequencias de morbidez / mortalidade do segundo gemeo em relacao ao primeiro, considerando os nlveis de cortes e faixas de tempo referidos. Concluimos, do que foi exposto, que o intervalo de tempo de parturicao entre G I e G2 nao influenciou na morbidez e mortalidade do segundo gemelar, impondo-se, destarte, na assistencia a parturicao do segundo gemelar, individualizar as particularidades de cada caso, nao contemplando a ansiedade atraves de procedimentos intempestivos e potencialmente danosos
Assunto Mortalidade
Morbidade
Gêmeos
Idioma Português
Data 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 89 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17154

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta