Avaliacao de metodos de antissepsia para colheita de hemocultura

Avaliacao de metodos de antissepsia para colheita de hemocultura

Título alternativo Antisepsis method assessment blood culture method colletion
Autor Verotti, Mariana Pastorello Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As infeccoes hospitalares (IH) constituem um problema de Saúde publica e contribuem para hospitalizacoes prolongadas, custos adicionais e incremento na morbidade e mortalidade. A ICS tem grande importancia no contexto das IH, pelo seu alto custo e principalmente pela alta mortalidade a elas atribuida. A hemocultura e considerado o principal exame laboratorial para diagnosticar a presenca de microrganismos no sangue, facilitando na orientacao terapeutica dos processos infecciosos da corrente sanguinea. A contaminacao de hemoculturas e comum devido a presenca constante de microrganismos na pele, se mal interpretadas podem acarretar em uso desnecessario de antimicrobianos, aumentando a permanencia e os custos hospitalares . Os profissionais da Saúde estao se preocupando cada vez mais com a descontaminacao da pele dos pacientes, antes de procedimentos invasivos, pois sao considerados fonte primaria de infeccao. A descontaminacao depende da associacao de dois procedimentos: a degermacao e a antissepsia. No periodo de 01 de junho de 1999 a 31 de maio de 2000, foram colhidas 316 hemoculturas de 114 pacientes, sendo 162 hemoculturas (51,3 por cento) colhidas com alcool a 70 por cento, destas g (5,6 por cento) foram consideradas contaminadas e 12 (7,4 por cento) consideradas infeccao da corrente sanguinea (ICS). Das 154 hemoculturas (48,7 por cento) colhidas com alcool a 70 por cento e PVPI topico, 10 (6,5 por cento) foram consideradas contaminadas e 9 (5,8 por cento) consideradas ICS. Nao houve significancia estatistica (p = O,815). Dos 114 pacientes analisados destes 38 eram do sexo feminino, sendo que 19 (5O por cento) a antissepsia foi realizada com alcool a 70 por cento associado ao PVPI a 10 por cento, e 19 (5O por cento) so com alcool a 70 por cento. Entre os 76 pacientes do sexo masculino 35 (46,1 por cento) a antissepsia foi feita com alcool a 70 por cento associado ao PVPI, e 41 (53,9 por cento) so com alcool a 70 por cento. O diagnostico predominante entre os pacientes foi a Aids (56/46,3 por cento). A mediana da idade foi de 36,00 anos com amplitude de variacao de 14 a 83 anos. Quando se relacionou a variavel idade com contaminacao, obtivemos significancia estatistica (p = O,029), observando-se que o risco de contaminacao diminuiu com a idade (O,946 por ano de idade). Dos procedimentos invasivos analisados, o uso de CVC apresentou significancia estatistica quando comparado com a variavel contaminacao (p O,034). O risco de ...(au)
Assunto Antissepsia
Coleta de Amostras Sanguíneas
Povidona-Iodo
Etanol
CONTAMINACA
Idioma Português
Data 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 87 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 87 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17179

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta