Caracterizacao de processos fisiopatologicos cronicos nos modelos experimentais de isquemia global transitoria e de epilepsia do lobo temporal em ratos

Caracterizacao de processos fisiopatologicos cronicos nos modelos experimentais de isquemia global transitoria e de epilepsia do lobo temporal em ratos

Título alternativo Characteristics of chronic physiopathologic process of experimental model of global transient ischemic and the epilepsy of tempral lobe in rats
Autor Coimbra, Rita de Cassia Sinigaglia Galli Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O estudo que constitui a parte inicial desta tese caracterizou, sob o ponto de vista histopatologico e imunohistoquimico, um processo neurodegenerativo cronico desencadeado pela inducao de 2 periodos consecutivos de hipertermia por aquecimento externo (entre a quarta e a nona hora no primeiro dia de recuperacao e entre a vigesima-primeira e a trigesima hora de recuperacao) apos a isquemia global de 10 minutos de duracao no prosencefalo de ratos wistar, sacrificados com 7 dias, 2 ou 6 meses. Verificou-se que o processo e acompanhado por varios sinais encontrados no cerebro humano afetado pela Doenca de Alzheimer, incluindo-se as placas neuriticas e os novelos neurofibrilares, alem da persistencia da ativacao microglial e do sistema citolitico do complemento. O aquecimento ambientar da gaiola nao foi efetivo para a inducao de hipertermia em animais controle, submetidos apenas ao procedimento cirurgico, o que impede o controle do efeito da hipertermia durante testes comportamentais. Assim, deu-se inicio um segundo estudo, o qual incluiu outros 18 grupos de animais, desta vez obtendo-se a inducao de um unico periodo de hipertermia (39,5§C entre a segunda e a nona hora de recirculacao) atraves de uma almofada de aquecimento e sob anestesia com halotano, para caracterizar-se o efeito funcional da hipertermia pos-isquemica atraves do teste do labirinto aquatico de Morris. Os grupos de animais foram destinados a 3 sobrevidas: 7 dias (6 grupos), 2 meses (6 grupos) e 6 meses (6 grupos). Os 6 grupos destinados para cada sobrevida foram assim constituidos: (a) animais normais, (b) animais submetidos apenas a cirurgia sem isquemia seguida de hipertermia sob halotano, (c) animais submetidos apenas a cirurgia sem isquemia seguida de normotermia sob halotano, (d) animais submetidos a isquemia sem tratamento posterior, (e) animais isquemicos submetidos a anestesia com halotano sob temperatura normal, (f) animais submetidos a isquemia seguida de hipertermia sob anestesia com halotano. Os grupos destinados as sobrevidas de 2 e 6 meses foram avaliados sob o ponto de vista comportamental, respectivamente, apos l e 5 meses de recuperacao, atraves de testes de memoria de referencia, Os resultados de latencia e trajeto, avaliados segundo a analise de variancia para medidas repetidas, demonstraram que, em ambas as sobrevidas de 1 e 5 meses, os animais submetidos a hipertermia pos-isquemica diferenciam-se larga e significativamente...(au)
Assunto Isquemia Encefálica
Hipertermia Induzida
Doença de Alzheimer
Traumatismo Encefálico Crônico
Autoimunidade
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 248 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 248 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17232

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta