Avaliacao clinica e radiografica de 57 quadris de 50 pacientes portadores da displasia do desenvolvimento do quadril inveterada, submetidos ao tratamento cirurgico

Avaliacao clinica e radiografica de 57 quadris de 50 pacientes portadores da displasia do desenvolvimento do quadril inveterada, submetidos ao tratamento cirurgico

Título alternativo Clinical and radiographic evaluation of 57 hips of 50 patoents with untreated developmental dysplasia of the hip, submmited to surgical treatment
Autor Dobashi, Eiffel Tsuyoshi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Para avaliar os resultados do tratamento cirurgico na Displasia do Desenvolvimento do Quadril diagnosticada ou tratada tardiamente, revisamos 57 quadris de 50 pacientes operados entre fevereiro de 1985 e setembro de 1997. Estes, sao divididos em dois grupos distintos de acordo com a metodologia de tratamento aplicada. O primeiro grupo, denominado A, e constituido por 24 quadris de 20 pacientes, dois do sexo masculino e 18 do feminino, com idades entre 35,00 191,00 meses e media de 65,92 meses. A tracao pre-operatoria foi utilizada neste grupo por um periodo de 15 a 28 dias e realizou-se a reducao cruenta e a osteotomia de SALTER (1961) o a de CHIARI (l953). Quando nao se observou uma reducao apropriada, realizou-se um osteotomia intertrocanterica de encurtamento, rotacao e varizacao. O grupo B e composto por 33 quadris de 30 pacientes, um do sexo masculino e 29 do feminino, com idades entre 20,00 148,00 meses e media de 52,88 meses. Nestes, nao foi instalada a tracao previa e, com primeiro procedimento, foi realizada somente a osteotomia diafisaria para o encurtamento d femur, seguida pela reducao cruenta e osteotomia do iliaco pela tecnica original ou modificado de SALTER (l961) ou pela de CIUARI (l953). Desenvolvemos uma avaliacao funcional par o quadril operado que considera: o arco de movimento, o teste de Thomas, o teste de Trendelemburg, o exame neurologico e a presenca da dor. Logo, observamos, sob o ponto d vista clinico, 14 (58,33 por cento) bons resultados e 10 (41,67 por cento) regulares no grupo A e 23 (69,70 por cento bons e 10 (30,30 por cento) regulares no grupo B. Para a avaliacao radiografica sao realizados exame da bacia nas incidencias antero-posterior e Lauenstein e analisamos: o indice acetabular; angulo acetabular; o arco de Shenton; a linha de Hilgenheiner; os coeficientes c/b, c/h, centro acetabulo e cabeca-acetabulo; a largura da cartilagem trirradiada; a relacao cabeca trocanter e a forma da epifise femoral. Desenvolvemos uma metodologia propria para avaliacao radiografica e consideramos os seguintes parametros: o angulo de WIBERG (1939), cujos valores normais foram extraidos do trabalho de LAREDO FILHO (1985); a necrose avascular segundo KALAMCHI e MacEWEN (1980); a esfericidade da epifise femoral pelos circulos concentricos de MOSE (1971); e a discrepancia entre os membros inferiores. Assim, pela analise radiografica, obtivemos 9(37.50 por cento) bons, cinco (20,83 por cento) regulares e 10(41,67 por cento) maus...(au)
Assunto Luxação Congênita de Quadril
Osteotomia
Cirurgia Geral
Radiografia
Avaliação
Seguimentos
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 243 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 243 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17235

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta