Perfil epidemiologico da demanda de mulheres em um servico de planejamento familiar

Perfil epidemiologico da demanda de mulheres em um servico de planejamento familiar

Título alternativo Epidemiological profilie of womwn demand in a family planning service
Autor Kraus, Elaine de Moraes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Trata-se de um estudo transversal, descritivo e retrospectivo, sobre o perfil epidemiologico da demanda de mulheres em um Servico de Planejamento Familiar. Foram analisadas 1521 prontuarios de mulheres de 11 a 50 nos matriculadas no periodo de 1997 a 1999. O perfil da populacao evidenciou maior demanda de clientes entre os 20 e 39 anos, unidas, com primeiro grau completo e ocupando-se de atividades domesticas. Quanto ao perfil ginecologico, a maioria teve a menarca em torno de 13 anos e a primeira relacao sexual aos 17 anos, tendo relatado apenas um parceiro sexual, ja utilizando algum metodo anticoncepcional. A associacao entre a idade e o metodo anticoncepcional utilizado mostrou um predominio do uso de anticoncepcional oral hormonal ate os 40 anos, o condom ate os 30 anos e o DIU entre 30 e 40 anos (p=0,000).Observou=se, tambem, que a utilizacao dos antivconcepcionais orais aumenta com o numero de filhos (p=0,000). Ao se correlacionar os metodos anticoncepcionais e o diagnostico cervico-vaginal foi observado que as mulheres em uso de anticoncepcionais hormonais representam quase a metade das lesoes de baixo grau. O corrimento, foi a principal queixa referida, e aGardnerella vaginalis foi o agente especifico mais encontrado nos exames de citologia cervico-vaginal. A associacao do numero de parceiros sexuais com agente agente especifico encontrado na flora vaginal foi significante para Trichiomonas vaginalis (p=0,008). O perfil obstetrico mostrou que a maioria ja havia gestado, sendo a mediana de 2, a paridade com mediana de 1 e amplitude de variacao de zero a 13 e o abortamento apresentado uma mediana zero. Pode-se observar, tambem, a relacao do maior tempo de estudo, com a menor paridade (p=0,000). Quanto aos habitos de vida, encontrou-se 19,5 por cento das mulheres tabagistas e 1,2 por cento usuarias de drogas. Das doencas pre-existentes a hipertensao, ruptura perineal e a obesidade foram as mais observadas
Assunto Planejamento Familiar
Saúde da Mulher
Anticoncepção
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Esfregaço Vaginal
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 122 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 122 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17238

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta