Uso sistemico da arnica(solidago microglossa DC) em cicatrizacao de feridas cutaneas abertas em ratos

Uso sistemico da arnica(solidago microglossa DC) em cicatrizacao de feridas cutaneas abertas em ratos

Título alternativo Systemic use of arnica(solidago microglossa DC) on cicatrization of open cutaneous wounds of rats
Autor Facury Neto, Miguel Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A utilizacao de plantas na medicina popular vem ocorrendo de modo indiscriminado e muitas vezes sem base cientifica solida. Uma destas plantas, a arnica (Solidago microglossa DC) tem seu uso bastante difundido em nosso meio. O objetivo desta pesquisa foi testar o efeito do extrato aquoso da planta, em aplicacao sistemica, sobre a cicatrizacao de feridas cutaneas abertas e a funcao hepatica de ratos. Noventa ratos albinos, machos, peso medio 311 g, foram distribuidos em: grupo controle que nao sofreu nenhum procedimento, grupo simulado que recebeu o diluente e o grupo que recebeu doses diarias intraperitoneais de 5mg.mL-1 de arnica em solucao salina. A dose aplicada foi escolhida apos ensaio biologico da determinacao da DL50 e DL100. Anestesiados com xilazina e quetamina intramuscular, os animais foram submetidos a exerese de um retalho dermato-cutaneo dorsal padronizado e posteriormente observados por periodos de sete ou quatorze dias. Avaliou-se: a evolucao ponderal; as areas das feridas operatorias; as dosagens sericas da ALT (alanina amino-transferase) e AST (aspartato amino-transferase); a absorbancia dos espectros visivel e ultravioleta de preparacoes de arnica no extrato liofilizado, figado e no soro dos animais; a presenca de tecido de granulacao, fibras colagenas, celulas mononucleares, polimorfonucleares na ferida operatoria com microscopia de luz; a presenca de alteracoes nas mitocondrias, reticulo endoplasmatico granular e degeneracoes citoplasmaticas das celulas hepaticas com microscopia eletronica de transmissao (MET). Os achados mostraram uma perda ponderal nos animais do grupo estudo aos sete dias, porem estabilizada aos quatorze dias. A area de cicatrizacao foi menor no grupo que usou a arnica, mais significante aos quatorze dias de observacao. As atividades enzimaticas da ALT e AST nao foram diferentes nos diversos grupos, embora alguns animais do grupo estudo ocorreram alteracoes nao significantes de organelas citoplasmaticas (degeneracao gordurosa) na MET. A absorbancia nao foi conclusiva por limitacoes de sensibilidade do metodo aplicado. Concluiu-se que a dose de 5mg.mL'1 de extrato aquoso liofilizado de arnica por via intraperitoneal promove uma reducao significante da area das feridas cutaneas abertas de ratos aos quatorze dias de observacao, em relacao aos animais que receberam somente solucao salina ou nenhum tipo de tratamento; e que a dose empregada nao exibe sinais de toxicidade hepatica detectavel pela sorologia e ...(au)
Assunto Cicatrização
Medicina Herbária
Arnica/toxicidade
Ratos
Arnica
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 82 p. ilusgraftab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17271

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta