Perfil do paciente parkinsoniano atendido em ambulatorio de um hospital geral universitario da grande São Paulo

Perfil do paciente parkinsoniano atendido em ambulatorio de um hospital geral universitario da grande São Paulo

Título alternativo Parkinsonian profile of a patient seen in the outclinic of a general university hospital of São Paulo
Autor Santos, Leonice dos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A doenca de Parkinson (DP) e um disturbio neurodegenerativo, cronico, progressivo e de etiologia desconhecida. Caracteriza-se pela perda de neuronios da substancia negra compacta, produtores de dopamina. Resulta em disturbios do movimento como tremor em repouso, rigidez muscular, bradicinesia e anormalidades da postura. Objetivos: caracterizar a amostra de pacientes com DP idiopatica e identificar os fatores que interferem nas atividades de vida diaria. Metodo: Trata-se de um estudo prospectivo no qual foram estudados 58 pacientes, sendo 71 por cento homens e 29 por cento mulheres, com idade media de 63 anos e um tempo de duracao da doenca de 6,5 anos. A raca predominante foi composta de individuos brancos 79,3 por cento. O estado civil constituiu-se de 65,6 por cento casados legalmente. O grau de escolaridade foi baixo, a maioria possuia o primeiro grau incompleto 41 por cento. A renda familiar foi 4,5 salarios minimos, sendo 65 por cento aposentados, destes 47 por cento foram aposentados pela DP. O grupo foi formado de 7 por cento tabagistas e 10,4 por cento etilistas e 45 por cento com uma ou mais doencas associadas a DP. Ficou evidenciada uma predominancia de 38 por cento de individuos no estagio 2, seguida por 24 por cento no estagio 3. Na etiopatogenia, 28 por cento sofreram exposicao a produtos agrotoxicos e 15,5 por cento tiveram historia familiar. Receberam orientacao sobre a DP 52 por cento, destes 82 por cento foram orientados pelo medico. No quadro clinico, 72,5 por cento apresentaram tremor e rigidez e 37 por cento queixas de alteracao da marcha. Foi constatado que 26 por cento demonstraram quedas. Foram encontrados 45 por cento dos pacientes com queixas de tonturas e 33 por cento com falta de equilibrio. Queixas para alteracoes da voz foram 52 por cento e com disturbios da degluticao 31 por cento. Nos efeitos colaterais dos medicamentos, as alteracoes gastricas atingiram 45 por cento e as intestinais 55 por cento. Foram identificados 28 por cento com urgencia miccional. As discinesias chegaram a 44 por cento. Cerca de 36 por cento dos pacientes queixaram-se de deficit de memoria e_(au)
Assunto Doença de Parkinson
Enfermagem
Atividades Cotidianas
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 126 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 126 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17301

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta