Estudo da mutacao pre-core no nucleotideo (NT) 1896 entre portadores da infeccao cronica pelo virus da hepatite B (HBV)

Estudo da mutacao pre-core no nucleotideo (NT) 1896 entre portadores da infeccao cronica pelo virus da hepatite B (HBV)

Título alternativo Study of the precore mutation at the nucleotide 1896 in carriers of the hepatitis B virus (HBV) cronic infection
Autor Pacheco, Mauricio Soares Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Dados sobre a prevalencia e o significado da mutacao pre-core 1896 do virus da hepatite B (HBV) em portadores cronicos deste virus sao variaveis na literatura. Este trabalho teve como objetivos: 1) Determinar a prevalencia desta mutacao em portadores cronicos do HBV e comparar caracteristicas bioquimicas, sorologicas, virologicas e histologicas entre portadores da infeccao pelas variantes selvagem e mutante. Foram incluidos portadores cronicos do HBV (HBsAg e anti-HBc positivos > 6m) e excluidos os que apresentassem: anti-HCV positivo, doenca auto-imune, insufiCiência renal cronica em dialise, uso de drogas imunossupressoras, antivirais ou potencialmente hepatotoxicas. Foram analisados os parametros idade, sexo, etnia, fator de risco para aquisicao do HBV, niveis de alanino-aminotransferase (ALT), albumina (ALB) e atividade de protrombina (AP) sericos e, nos submetidos a biopsia hepatica, avaliou-se estadiamento, atividade portal/periportal e lobular. Em todos pesquisou-se o HBV-DNA por PCR duplo e nos positivos realizou-se a pesquisa da mutacao pre-core nt 1896, utilizando-se a enzima de restricao BSU-361. As caracteristicas dos pacientes com e sem mutacao foram comparadas. Cento e sete pacientes foram estudados entre 01191 e 03199. A media da idade foi 37n12 anos, 83 (78 por cento) eram homens e 69 (64,5 por cento) HBeAg negativo. O HBV-DNA foi positivo em 79 (74 por cento). A mutacao pre-core no nt. 1896 foi detectada em 20 pacientes o que correspondeu a 18,7 por cento do total de HBsAg positivo e a 25,3 por cento dos que apresentaram HBV-DNA. Esta mutacao ocorreu em 19 (27,2 por cento) dos 69 pacientes que eram HBeAg negativo, o que correspondeu a 46,3 por cento dos que apresentaram a pesquisa do HBV-DNA positiva...(au)
Assunto Vírus da Hepatite B
Mutação
Infecção
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 100 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 100 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17327

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta