Avaliação histoquímica quantitativa do colágeno na fáscia transversalis na bainha anterior do músculo reto abdominal em homens adultos portadores de hérnia inguinal tipo II ou IIIA de Nyhus

Avaliação histoquímica quantitativa do colágeno na fáscia transversalis na bainha anterior do músculo reto abdominal em homens adultos portadores de hérnia inguinal tipo II ou IIIA de Nyhus

Título alternativo Quatitative histochemical evaluation of collagen in the fascia transversalis and abdominal rectus sheath of adult men presenting Nyhus types II and IIIA inguinal hernias
Autor Gonçalves, Rogério de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lopes Filho, Gaspar de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A possibilidade de a hérnia inguinal ser a manifestação local de uma doença sistêmica do tecido conjuntivo vem sendo considerada, nas ultimas décadas. Porém este fato não se encontra totalmente esclarecido. Neste estudo avaliamos a participação dos componentes fibrilares da matriz extracelular na etiopatogenia das hérnias inguinais, através da avaliação quantitativa imunohistoquímica do colágeno tipo I, colágeno tipo III e fibras elásticas presentes na fáscia transversal e na bainha anterior do músculo reto abdominal, de 40 pacientes do sexo masculino, na faixa etária entre 20 e 60 anos, portadores de hérnia inguinal tipo II e IIIA de Nyhus e em 10 amostras da fáscia transversal e da bainha anterior do músculo reto abdominal de cadáveres frescos do sexo masculino, na mesma faixa etária, com a finalidade de identificar possíveis alterações quantitativas de um dos constituintes fibrilares em cada um dos dois tipos de hérnias, em comparação com indivíduos sem hérnias. A técnica de coloração foi a imunohistoquímica e a quantificação dos componentes fibrilares foi realizada através de sistema computadorizado e software de processamento e análise de imagem. Analisando os resultados obtidos, concluímos não haver diferenças estatisticamente significantes na quantidade dos componentes fibrilares na matriz extracelular da fáscia transversal e da bainha anterior do músculo reto abdominal entre os pacientes portadores de hérnia inguinal tipo II e IIIA de Nyhus, em comparação com indivíduos sem hérnia..
Assunto Hérnia inguinal
Colágeno
Fáscia
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 66 p. ilustab.
Editor BV UNIFESP: Teses e dissertações
Extensão 66 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17448

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta