Avaliação da prevalência e sensibilidade a antimicrobianos dos microrganismos responsáveis por cervicite, vaginite e vaginose bacteriana em gestantes infectadas por HIV

Avaliação da prevalência e sensibilidade a antimicrobianos dos microrganismos responsáveis por cervicite, vaginite e vaginose bacteriana em gestantes infectadas por HIV

Título alternativo Prevalence and antimicrobial susceptibiity of microrganisms responsible for lower genital tract infections among human immunodeficiency virus (HIV-1) seropositive and pregnancy womwn
Autor Mendes, Rodrigo Elisandro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sader, Helio Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Estudos sugerem maior prevalência, severidade e alteraçoes clínicas de algumas infecçoes do trato genital inferior em mulheres portadoras do HIV. Infecçoes do trato genital inferior, incluindo DSTs, constituem fatores historicamente relacionados ao risco aumentado de parto prematuro e outros efeitos adversos na gestaçao, os quais estao relacionados à transmissao vertical do HIV, pela elevaçao local ou sistêmica da carga viral ou por promover a ruptura de mucosas ou da barreira placentária. O presente estudo encarregou-se de determinar a prevalência das infecçoes do trato genital inferior em mulheres grávidas HIV-positivas. Foram avaliadas 205 pacientes entre outubro 1998 a julho de 2001, as quais durante pré-natal, realizaram coleta de amostras cérvico-vaginais para rastreamento de infecçoes do trato genital inferior. Vaginose bacteriana foi diagnosticada com base em critérios clínicos e esfregaço vaginal corado pelo método de Gram. Exames a fresco em soluçao fisiológica e KOH a 10 por cento foram realizados para diagnosticar vulvovaginites por T vaginalis e Candida spp., respectivamente. Culturas para espécies de Candida foram realizadas para determinar a freqüência de colonizaçao por estes microrganismos, distribuiçao das espécies e perfil de sensibilidade a drogas antifúngicas. Material endocervical foi coletado para isolamento de N. gonorrhoeae, micoplasmas genitais e quantificaçao deste. Método molecular de captura híbrida foi realizado para diagnosticar infecçao por C. trachomatis e N. gonorrhoeae. Características socioeconônomicas e demográficas, clínicas e de comportamento foram avaliadas para caracterizaçao da populaçao de estudo e determinaçao da relaçao de dependência entre estas e a freqüência do isolamento de micoplasmas genitais...(au).
Assunto Doenças dos genitais femininos
Gravidez
Doenças sexualmente transmissíveis
HIV
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 111 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 111 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17501

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta