Detecção de doenças renais: estudo populacional em um bairro da cidade do Recife-PE

Detecção de doenças renais: estudo populacional em um bairro da cidade do Recife-PE

Título alternativo Kidney diseases epidemiological program: evaluation of proteinuria and/or hematuria in inhahitants of suburb' Recife, a northeast city of Brazil
Autor Lopes, Lucila Maria Valente Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pereira, Aparecido Bernardo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo No Brasil, dados epidemiológicos sobre doença renal sao escassos e os fatores etiológicos mal definidos. Objetivo: Avaliar a prevalência e a etiologia de proteinúria (P) e hematúria (H) em moradores de um bairro do Recife. Metodologia: Avaliou-se no domicílio, com fitas urinárias (N-Multistixr), urina de 1417 indivíduos sorteados, entre os 35960 moradores do bairro do Ibura. Todos os indivíduos que apresentaram P elou H foram orientados a procurar o ambulatório de Nefrologia do Hospital das Clínicas (NHC) para reavaliaçao urinária com fita e sedimentoscopia e avaliaçao clínica. Em todos os pacientes realizou-se: ultrassonografia (US) do aparelho urinário, creatinina sérica, 3 avaliaçoes urinárias e exames do protocolo de acordo com a presença de P ou H. Para a avaliaçao na N-HC foram excluídos os indivíduos com idade inferior a 12 anos. Definiu-se como P persistente (PP), se P era detectada no domicílio e no ambulatório, de H persistente (HP) e de P+H persistente (P+HP) se o mesmo ocorresse com estas alteraçoes. Resultados: Entre as 1417 urinas analisadas encontrou-se alteraçoes em 505 (36 por cento), sendo P em 224 (16 por cento), H em 185 (13 por cento) e P+H em 96 (7 por cento). Entre os 505 indivíduos, 435 tinham idade superior a 12 anos e foram convocados para avaliaçao no HC. Entre os 435, 183 (43 por cento) chegaram a N-HC para avaliaçao, sendo: 78 (43 por cento) pacientes do grupo P, 67 (37 por cento) do grupo H, 38 (21 por cento) do grupo P+H. A idade mediana foi de 40 anos (13 a 93 anos) e 113 (62 por cento) eram do sexo feminino. A distribuiçao da raça foi: mulata em 112 casos (61 por cento), branca em 54 (29 por cento) e negra em 17 (9 por cento). Na reavaliaçao na N-HC, 55 (30 por cento) pacientes persistiam com alteraçoes, sendo 14 (18 por cento) casos com PP, 27 (40 por cento) com HP e 14 (37 por cento) com P+HP. Tais números extrapolados para a amostra inicial resultam em 2,9 por cento de PP, 5,2 por cento de HP e 2,6 por cento com P+HP. Os principais diagnósticos foram: entre os 14 casos de PP, 7 (50 por cento) apresentaram HAS severa e 4 (29 por cento) nefropatia diabética. Entre os 27 com HP, infecçao do trato urinário (ITU) ocorreu e 6 casos (22 por cento), nefrolitíase em outros 6 (22 por cento) casos. Entre os 14 pacientes com P+HP, 7 (50 por cento) apresentaram ITU. Conclusao: Nesta populaçao, a prevalência de alteraçoes urinárias inicialmente foi de 36 por cento, sendo persistente em 10,7 por cento dos casos. Em 97 por ...(au).
Assunto Proteinúria
Hematuria
Glomerulonefrite
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 109 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 109 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17594

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta