Microbiota bacteriana da conjuntiva de doadores de cornea

Microbiota bacteriana da conjuntiva de doadores de cornea

Título alternativo Bacterial microbial of the conjuntiva from donor corneas
Autor Araujo, Maria Emilia Xavier dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Identificar a microbiota bacteriana da conjuntiva de doadores de cornea Avaliar esta microbiota em relacao ao intervalo de tempo entre o obito e a colheita di especime conjuntival, a causa do obito e a idade do doador. Estudar a sensibilidade bacteriana desta microbiota a determinados antibioticos. Metodos: Foram colhido: especimes do saco conjuntival inferior da conjuntiva de 242 olhos de 121 doadores de cornea do Banco de Olhos de São Paulo, entre janeiro e marco de 1994. material foi transportado em meio de Stuart e semeado em meios de agar sangue agar chocolate, agar sangue azida, agar de MacConkey e tioglicolato. A idade d( doador, hora e causa do obito foram registradas no momento da colheita. Apos c crescimento das bacterias foi realizado metodo manual bioquimico para diferenciacao da especie. A sensibilidade dos microrganismos aos antibioticos foi avaliada pelo metodo de difusao em agar, conforme a metodologia de Kirby e Bauer modificada Foram realizados o teste do Qui-quadrado, teste exato de Fisher e teste de Mann Whitney para avaliacao estatistica. Resultados: A bacteria mais frequentemente isolada foi o Staphylococcus coagulase negativa em 27,3 por cento da amostra. A mediam do intervalo de tempo entre o obito e a colheita do especime foi de 4,2 horas. 1 causa mais frequente de obito foi a doenca cardiovascular, correspondendo a 26,4 por cento da amostra. A mediana da idade dos doadores foi de 62 anos. A vancomicina inibi 100 por cento das cepas de Staphylococcus coagulase negativa e aureus, Enterococcus: faecalis e Streptococcus viridans. Pseudomonas aeruginosa, Acinetobacte baumannu, Enterobacter spp, Escherichia cole, Klebsiella pneumoniae e Serratia spp foram sensiveis a gentamicina (antibiotico contido nos meios de preservacao dE cornea), em 36,7 por cento, 55,6 por cento, 80 por cento, 92,3 por cento, 81,1 por cento e 50 por cento, respectivamente Conclusoes: A frequencia de cultura positiva da conjuntiva de doadores de cornea foi de 91,7 por cento. Nao houve diferenca estatisticamente significante entre a cultua positiva e as variaveis estudadas: idade do doador, causa do obito e intervalo de tempo entre o obito e a colheita do especime conjuntival. A vancomicina inibiu 100º/ das bacterias Gram positivas. A sensibilidade dos bacilos Gram negativos gentamicina foi variavel, entre 36,7 por cento e 92,3 por cento
Assunto Transplante de Córnea
Doadores de Tecidos
Túnica Conjuntiva/microbiologia
Bactérias
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 75 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17626

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta