Complicacoes precoces da hemorragia subaracnoidea por ruptura de aneurisma: aspectos diagnosticos e terapeuticos

Complicacoes precoces da hemorragia subaracnoidea por ruptura de aneurisma: aspectos diagnosticos e terapeuticos

Título alternativo Early complications in aneurismal subarachnoid hemorrhage: diagnosis and treatment
Autor Cristino Filho, Gerardo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A hemorragia subaracnoidea por ruptura aneurismal e uma patologia grave responsavel por uma alta taxa de mortalidade e morbidade. Alem dos efeitos da hemorragia inicial, os pacientes podem apresentar complicacoes neurologicas precoces que alteram sobremaneira o prognostico. Estas complicacoes incluem: hipertensao intracraniana, ressangramento, hidrocefalia aguda e vasoespasmo sintomatico. Varias tecnicas e diversos medicamentos tem sido propostos para prevenir e tratar estas complicacoes. Com o objetivo de obter dados atuais sobre a prevencao e o tratamento das citadas complicacoes, realizou-se uma revisao da literatura na BIREME, utilizando bases de dados da MEDLINE e da LILACS. Concluiu-se que o tratamento da hemorragia subaracnoidea aneurismal tem como objetivo a prevencao do ressangramento e a prevencao e tratamento do vasoespasmo sintomatico e da hidrocefalia aguda alem do combate a hipertensao intracraniana. 0 ressangramento sera eficazmente evitado realizando-se, o mais precocemente possivel, a exclusao do aneurisma pelas tecnicas microcirurgica ou endovascular. A hidrocefalia aguda sintomatica persistente deve ser de pronto tratada pela colocacao de uma derivacao ventricular externa, tendo o cuidado de manter a pressao intracraniana entre 15 mmHg a 25 mmHg e excluir rapidamente o aneurisma. 0 vasoespasmo sintomatico deve ser prevenido pela acao de agentes antivasoespasticos como nimodipina, tirilazad, sulfato de magnesio, doadores de oxido nitrico, antagonistas de receptores de endotelina, bem como pela hipervolemia moderada, hemodiluicao e normotensao. 0 vasoespasmo sintomatico instalado deve ser tratado apos exclusao do aneurisma pela hipertensao, hipervolemia e hemodiluicao, angioplastia percutanea transluminal e agentes vasodilatadores. A hipertensao intracraniana deve ser combatida com medidas de reanimacao a fim de diminuir o edema cerebral ou com tratamento cirurgico com o intuito de extirpar hematomas intracranianos
Assunto Neurologia
Hemorragia Subaracnóidea/complicações
Hemorragia Subaracnóidea/diagnóstico
Hemorragia Subaracnóidea/terapia
Hipertensão Intracraniana/complicações
Hidrocefalia
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 145 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 145 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17639

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta