Emprego da arteria radial na revascularizacao do miocardio: resultados imediatos e tardios em 100 pacientes

Emprego da arteria radial na revascularizacao do miocardio: resultados imediatos e tardios em 100 pacientes

Título alternativo Evaluate the early and late clinical and angiographic results in the first 100 patients submitted to primary coranary artery bypass grafting with the radial artery
Autor Costa, Francisco Diniz Affonso da Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar os resultados clinicos e angiograficos imediatos e tardios (maior do que 5 anos) nos primeiros 100 pacientes submetidos a revascularizacao primaria do miocardio com o emprego da RA. Metodo: De Abril de 1994 a Marco 1996, 100 pacientes foram submetidos, consecutivamente, a revascularizacao primaria do miocardio com o emprego da RA. Setenta e tres eram masculinos, e a idade variou de 31 a 74 anos (media = 56n9,7 anos). Todos foram avaliados no pre-operatorio com o teste de Allen modificado e 54 fizeram investigacao adicional pela ultrassonografia com Doppler e pletismografia. No total foram empregados 101 enxertos de RA, 99 de ATIE, 47 de ATID, 3 de AGE e 35 enxertos de SAF. A media de anastomoses por paciente foi de 3,38, das quais 1,35 com a RA. Alem da avaliacao clinica imediata e tardia, foram analisados todos os controles angiograficos imediatos (ate 30 dias apos a operacao), intermediarios ( entre o 2º mes e o 5º ano) e tardios (com mais de 5 anos de pos-operatorio). As RA foram classificadas como: a) normal; b) pervia, porem com espasmo relacionado com a ponta do cateter; c) pervia, com espasmo no corpo do enxerto; d) com string sign, definido como estreitamento difuso em toda a extensao do enxerto ou e) ocluida. Resultados: A mortalidade imediata foi de 4 por cento, todos de causa nao cardiaca. Dos 96 sobreviventes, 87 (90,7 por cento) tiveram seguimento clinico tardio. Dez pacientes faleceram tardiamente, resultando em sobrevida de 87,9 por cento (LC= 81,2 - 94,6) aos 5 anos e de 81,9 por cento (LC= 72,4 - 91,4) aos 7 anos de evolucao. Nesse periodo, tres pacientes apresentaram novo IAM, cinco foram submetidos a ATC, um a nova operacao de revascularizacao e outro foi submetido a transplante cardiaco. Nao houve complicacoes isquemicas no membro superior esquerdo e 11 pacientes (14 por cento) apresentaram queixas de parestesia e/ou disestesia da mao e/ou do polegar. Em 65 estudos angiograficos imediatos, 59 (90,7 por cento) enxertos estavam pervios, 3 (4,6 por cento) apresentaram string sign e 3 (4,6 por cento) ocluiram. Dos enxertos pervios, 6 apresentaram espasmo ( 4 relacionados a ponta do cateter e 2 no corpo do enxerto). Em 28 enxertos estudados tardiamente, 26 (92,7 por cento) estavam pervios, havendo apenas um caso com espasmo relacionado ao cateter. Nos enxertos estudados tardiamente, todos comprovadamente pervios na fase imediata, assim permaneceram no estudo tardio. Dois enxertos apresentaram irregularidades luminais...(au)
Assunto Revascularização Miocárdica
Artéria Braquial/anatomia & histologia
Artéria Radial
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 94 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 94 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Texto
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17677

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta