Estudo da expressao dos antigenos CD38 e CD11c em pacientes com leucemia linfocitica cronica (LLC) e correlacao com os dados clinicos e laboratoriais

Estudo da expressao dos antigenos CD38 e CD11c em pacientes com leucemia linfocitica cronica (LLC) e correlacao com os dados clinicos e laboratoriais

Título alternativo CD38 and CD11c antigens expression in CLL patients and correlation with clinical and laboratorial data
Autor Fernandes, Maria Angelina Cartaxo Filgueiras Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar a expressao dos antigenos CD38 e CD11c em pacientes portadores de LLC e correlacionar com dados clinicos e laboratoriais. Material e Metodos: foram estudados 42 pacientes com LLC para o CD38 (27 masc. e 15 fem.) e 31 paciente: para o CD11c (19 masc. e 12 fem.), atraves da citometria de fluxo multiparametrico (FACs calibur, BD). Os anticorpos monoclonais utilizados foram : CD3, CD4, CD8 CD5, D10, CD11c, CD19, CD20, CD22, CD23, CD25, CD38, slgM/m conjugados com fluorocromos FITC, PE e PerCP. A aquisicao e analise foram feitas utilizando-se software Cell Quest (BD). A expressao antigenica foi considerada positiva quando 20 por cento ou mais celulas expressavam cada antigeno, exceto para o CD11c e o CD38 (£ 30 por cento das celulas). Os resultados obtidos foram comparados com as variaveis sexo contagem inicial de linfocitos, estadio de Binet, padrao histologico da medula ossea atividade da doenca (criterio NCI), tempo de duplicacao dos linfocitos (TDL) e duracao da doenca em meses. Resultados: O antigeno CD38 foi positivo em cerca de 45 por cento dos pacientes e a expressao deste antigeno nas celulas foi variavel (30 a 97 por cento). A presenca do CD38 (£ 30 por cento das celulas) correlacionou-se de forma significante com a doenca em atividade, menor TDL e menor tempo de doenca em meses quando comparado ao grupo CD38 negativo. Pacientes CD38 positivos mostraram uma tendencia de correlacao com o sexo masculino, linfocitose maior que 50 x 109/L, infiltracao medula difusa e doenca mais avancada. Nao houve correlacao com estadio clinico inicial. Com relacao ao antigeno CD11c, diferenca significante tambem foi observada entre o; pacientes CD11c positivos e negativos, na avaliacao da atividade da doenca. E presenca do CD11c, ao contrario do CD38, mostrou associacao com a doenca estavel e houve uma tendencia do grupo CD11c positivo de apresentar maior tempo de doenca em meses em relacao ao grupo CD11c negativo. Conclusoes: O antigeno CD38 este presente (> 30 por cento das celulas) em quase metade dos casos de LLC e a sua positividade correlacionou-se com parametros de pior prognostico (atividade da doenca, menor TDl e menor duracao da doenca). A presenca do CD11c (>_ 30 por cento das celulas) e frequente ne LLC (75 por cento) e associou-se a doenca estavel, ao contrario do CD38
Assunto Leucemia Linfocítica Crônica de Células B
Antígenos CD11
Prognóstico
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 82 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17712

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta