Efeitos da olanzapina sobre um modelo animal de discinesia tardia

Efeitos da olanzapina sobre um modelo animal de discinesia tardia

Título alternativo Olanzapine effects on animal model of tardive dyskinesia
Autor Gemignani, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Funcionalmente lncapacitante e esteticamente jesrigurante, d discinesia tardia e considerada nao apenas o mais importante efeito colateral decorrente da administracao prolongada de drogas antipsicoticas, como a principal desordem iatrogenica do movimento. Caracterizada por hipercinesias buco-linguo-mastigatorias, a discinesia tardia tem como importante modelo animal a discinesia orofacial induzida pela administracao repetida de reserpina em ratos., Esta Tese teve como proposicao verificar em ratos 1) os efeitos da administracao aguda do neuroleptico atipico olanzapina sobre a expressao da discinesia orofacial induzida pela reserpina; 2) os efeitos da administracao concomitante de olanzapina sobre o desenvolvimento da discinesia orofacial induzida pela reserpina e 3) o possivel desenvolvimento de discinesia orofacial apos a administracao prolongada de olanzapina per se vs parametros da discinesia orofacial quantificados foram a frequencia de protusao de lingua e de movimentos mandibulares. Apos a quantificacao da discinesia orofacial os animais foram sempre observados para o registro da atividade geral em campo aberto visando a especificidade dos possiveis efeitos antidiscineticos da olanzapina. Os resultados obtidos revelaram que: 1) a administracao aguda de olanzapina nas doses de 1,0 , 3,0 e 10,0 mg/kg (mas nao na dose de o,3 mg/kg) foi capaz de reverter o aumento das frequencias de protusao e movimentos mandibulares induzido pela reserpina; 2) esse efeito antidiscinetico foi acompanhado por uma potencializacao da diminuicao da atividade geral induzida pela reserpina; 3) o tratamento repetido e concomitante com a olanzapina tambem foi efetivo em reverter a discinesia orofacial induzida pela reserpina, sem modificar seus efeitos sobre a atividade geral; 4) a administracao prolongada de olanzapina per se promoveu um aumento significante da frequencia de movimentos mandibulares, sem alterar, entretanto, a frequencia de protusao da lingua; 5) a administracao prolongada de olanzapina per se tambem nao promoveu efeitos uniformes sobrte os digferentes parametros da atividade geral. Com base nesses resultados, as seguintes conclusoes podem ser enumeradas: - A olanzapina mostrou-se efetiva em promover tanto um efeito antidiscinetico agudo como profilatico no modelo de discinesia orofacial induzida por reserpina. -Tais efeitos antidiscineticos nao se devem a uma acao artefatual decorrente de uma ...(au)
Assunto Discinesias
Antipsicóticos
Psicofarmacologia
Pirenzepina/análogos & derivados
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 83 p. ilus.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 83 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17715

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta