Avaliação do epitélio, dos vasos, do colágeno e das fibras musculares da bexiga e da uretra de ratas adultas segundo o tempo decorrido entre a castração e o início da reposição hormonal

Avaliação do epitélio, dos vasos, do colágeno e das fibras musculares da bexiga e da uretra de ratas adultas segundo o tempo decorrido entre a castração e o início da reposição hormonal

Título alternativo Evaluation of the epithelium, of the vases, of the collagen and of fibers muscular of the bladder and of the urthra of adult female rats according to the time elapsed between the castration and the beginning of the hormonal replacement
Autor Rocha, Mario Augusto Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sartori, Marair Gracio Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Este estudo avaliou se o tempo de inicio de reposicao hormonal com estrogenio conjugado sintetico influenciaria a espessura do epitelio, o numero de vasos, o colageno e as fibras musculares na bexiga e uretra. Foram estudadas 118 ratas adultas que foram divididas em quatro grupos: Grupo I (n=30): ratas nao castradas; grupo II (n=30): ratas com reposicao de estrogenio conjugado sintetico na dose de 50mg/animal/dia, durante 28 dias, iniciando-se imediatamente apos a castracao; grupo III (n=28): ratas com reposicao de estrogenio conjugado sintetico na dose de 50mg/animal/dia, durante 28 dias, iniciando-se apos 30 dias apos a castracao; grupo IV (n=30): ratas que foram sacrificadas apos 30 dias de castracao. Estudou-se os cortes histologicos da parede vesical e do terco medio da uretra, sendo corados com hematoxilina-eosina e picrosirius para analise morfometrica. Verificou-se que a espessura do epitelio nos grupos II e III foram semelhantes e que os grupos I, II e III foram superiores ao grupo IV na bexiga e na uretra. Na bexiga os grupos I e II foram semelhantes. Na uretra o grupo I foi superior aos grupos II e III. Em relacao ao numero de vasos e fibras musculares, os grupos I, II e III foram semelhantes entre si, e superiores ao grupo IV. A quantidade de colageno foi semelhante nos grupos I, II, III e inferior ao grupo IV na bexiga e na uretra. Conclui-se que independentemente do tempo de inicio da administracao de estrogenio(imediato e com 30 dias apos a castracao) a espessura do epitelio, o numero de vasos, o colageno e as fibras musculares apresentaram-se semelhantes. Observou-se ainda, que as ratas com reposicao hormonal com estrogenio apresentaram significativamente maior espessura do epitelio, numero de vasos e fibras musculares, e menor quantidade de colageno na bexiga e na uretra em relacao ao grupo castrado. Por fim, a administracao de estrogenio reverteu totalmente os efeitos do hipoestrogenismo nos vasos, colageno e fibras musculares na bexiga e uretra, que sao causadas pela castracao
Assunto Colágeno
Estrogênios
Fibras musculares esqueléticas
Sistema urinário
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 95 p. tabgraf.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 95 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17777

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta