Minicraniotomia supra-orbitaria e a neuroendoscopia

Minicraniotomia supra-orbitaria e a neuroendoscopia

Título alternativo Supraorbital minicraniotomy and neuroendoscopy
Autor Fernandes, Yvens Barbosa Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A leucemia linfoide cronica (LLC), e neoplasia clonal de celulas B, caracteristicamente de evolucao insidiosa, onde o acumulo de linfocitos ocorre nao pelo indice de proliferacao acentuado, mas pela inibicao da apoptose. Objetivos: Averiguar as proteinas determinantes da apoptose: p53; bcl-2; bax; bag-1 e mcl-1 em linfocitos de portadores de LLC In natura, e apos incubacao com fludarabina e correlacionar a expressao destas proteinas com o grau de apoptose; com o estadiamento clinico de Rai modificado, o tempo de duplicacao linfocitaria (TDL) e a presenca ou ausencia de tratamento previo. Metodos: Antes e apos incubacao com fludarabina por 48 horas foram determinadas por citometria de fluxo, as expressoes das proteinas p53, bcl-2, bax, bag-1, mcl-1 e anexina em celulas linfomononucleares separadas por gradiente de densidade. As subpopulacoes viavel e apoptotica foram identificadas a citometria atraves do tamanho, complexidade e co-expressao de CD5 e CD20. O grau de apoptose nas 2 subpopulacoes foi confirmado pela expressao da anexina. Foi feita analise de variancia da expressao das proteinas entre o sistema de estadiamento de Rai modificado, o tempo de duplicacao linfocitaria e a presenca ou ausencia de tratamento previo nas 2 subpopulacoes. Foi feita analise de correlacao entre as expressoes das proteinas e a expressao da anexina. Foram utilizados os testes de Mauchly, a ANOVA one way e o coeficiente de Pearson para as analises estatisticas. Resultados e Conclusoes: A divisao da populacao linfocitaria em subpopulacoes viavel e apoptotica a citometria de fluxo, forneceu subsidios importantes no estudo do comportamento das proteinas, tais como: 1) A proteina p53 foi regulada positivamente apos exposicao a fludarabina; 2) A proteina bax foi importante indutora de apoptose na subpopulacao responsiva a fludarabina; 3) A proteina bcl-2 apresentou acao anti-apoptotica na LLC, mas o indice bcl/bax refletiu melhor o comportamento celular na apoptose, por considerar tambem a influencia da bax; 4) A proteina mcl-1 apresentou-se aumentada entre as celulas resistentes a incubacao com fludarabina e pode ser uma das responsaveis pela inibicao da apoptose na LLC; 5) A proteina bag-1 apresentou alta expressao na subpopulacao de celulas viaveis na LLC, e foi a que mais se relacionou com a persistencia da viabilidade celular apos incubacao com fludarabina;...(au)
Assunto Base do Crânio
Endoscopia
Aneurisma
Neoplasias
Idioma Português
Data 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 71 p. ilus.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17835

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta