Efeitos neuroendocrinos da quetiapina em voluntarios sadios

Efeitos neuroendocrinos da quetiapina em voluntarios sadios

Título alternativo Neuroendocrine effects of quetiapine in healthy volunteers
Autor Guerra, Alexandro de Borja Goncalves Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar respostas hormonais (prolactina, cortisol, ACTH e hormonio dos crescimento) em voluntarios jovens do sexo masculino apos a administracao oral aguda de quetiapina, um antipsicotico atipico com alta afinidade por receptores H, e afinidade moderada por receptores a, ai, 5-HT2, a2 e D2. Metodos: Quinze voluntarios do sexo masculino participaram deste estudo randomizado, duplo-cego, controlado com placebo. Uma hora apos a insercao de um cateter intravenoso, amostras de sangue foram colhidas a cada 30 min das 8h00 as 13h00. A primeira amostra foi colhida antes da administracao de 150 mg de quetiapina ou placebo. 0 procedimento foi repetido apos uma semana, invertendo os grupos de quetiapina e placebo. As medias para cada hormonio foram analisadas com a ANOVA para medidas repetidas. As diferencas foram analisadas com o teste de Tukey. Os valores das areas sob as I curvas foram comparados com o teste t pareado. Resultados: Em comparacao com o I placebo, a concentracao plasmatica de prolactina aumentou apos a quetiapina do tempo 60 min ate o fim do experimento; a concentracao plasmatica de cortisol diminuiu I do tempo 150 min ao tempo 240 min; e a secrecao de ACTH nao mostrou diferenca Houve um aumento tardio da secrecao de GH, significante em comparacao com o I placebo apenas no tempo 210 min. Os valores de areas sob as curvas foram I estatisticamente diferentes para prolactina e cortisol, em comparacao com o placebo. Conclusao: A administracao de dose unica de quetiapina (150 mg) aumentou a I secrecao de prolactina. A secrecao de cortisol diminuiu conforme era esperado pelo perfil farmacodinamico da quetiapina. A falta de resposta do ACTH pode ser explicada I pela baixa sensibilidade do metodo. 0 aumento tardio do GH pode ser consequente ao antagonismo de receptores H1
Assunto Antipsicóticos
Prolactina
Hidrocortisona
Hormônio Adrenocorticotrópico
Hormônio do Crescimento Humano
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 50 p. ilus.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 50 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17838

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta