Análise perceptivo-auditiva e acústica da emissão de vogal sustentada falada e cantada de regentes de coral

Análise perceptivo-auditiva e acústica da emissão de vogal sustentada falada e cantada de regentes de coral

Título alternativo Perceptual, auditory and acoustic analysis of spoker and sung sustainned vowel production by choir conductors
Autor Rehder, Maria Ines Beltrati Cornacchioni Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Behlau, Mara Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar a qualidade vocal e parametros acusticos selecionados da emissao de uma vogal sustentada, nas modalidades de voz falada e voz cantada de regentes de coral, para observar a ocorrencia de alteracoes vocais e as diferencas entre as duas modalidades de emissao. Metodos: Participaram como sujeitos 100 regentes de coral, em igual numero de ambos os generos, solicitados a emitir a vogal e sustentada, nas modalidades de voz falada e cantada. O material de fala foi analisado do ponto de vista perceptivo auditivo e acustico. A analise perceptivo-auditiva foi realizada por dois fonoaudiologos especialistas em voz, que ouviram as vogais em ordem casual para analisar a qualidade vocal e os tipos de desvios encontrados, alem de identificar a modalidade da emissao. A analise acustica foi realizada com o auxilio do programa computadorizado Dr.Speech (TIGER ELETRONICS, SRD, EUA), versao 4.0, com a utilizacao do modulo Real Analysis. Foram extraidos valores de frequencia fundamental e dos formantes das vogais, assim como identificada a presenca do formante do cantor e do vibrato. Resultados: A analise perceptivo-auditiva da qualidade vocal indicou que a maioria dos regentes possuem vozes adaptadas e que os desvios encontrados sao pequenos, com maiores alteracoes na modalidade da voz falada. A analise acustica indicou valores diferentes para os generos e para as modalidades de emissao. Considerando-se as emissoes falada e cantada, a frequencia fundamental foi mais elevada na voz cantada, assim como os valores do primeiro formante; ja o segundo formante apresentou valores mais reduzidos para a voz cantada, com significancia estatistica apenas para as mulheres. O formante do cantor e o vibrato apareceram somente em um pequeno numero de regentes. Conclusoes: As vozes dos regentes de coral sao adaptadas, com menor desvio na voz cantada; as emissoes sao diferenciadas de acordo com a modalidade, voz falada ou cantada, contudo a presenca do formante do cantor e do vibrato nao sao comuns nessa categoria profissional
Assunto Voz
Qualidade da voz
Percepção auditiva
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 81 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 81 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17845

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta