Análise dos fatores de risco relacionados a letalidade das infecções da corrente sanguínea hospitalares por Klebsiella pneumoniae

Análise dos fatores de risco relacionados a letalidade das infecções da corrente sanguínea hospitalares por Klebsiella pneumoniae

Título alternativo Risk factors related to mortality of nosocomial Klebsiella pneumoniae bacteremia
Autor Marra, Alexandre Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pereira, Carlos Alberto Pires Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A incidência das infecçoes de corrente sangüínea por K. pneumoniae vem aumentando. Estudamos os fatores de risco relacionados à letalidade das ICS por K pneumoniae. Foram estudadas 108 bacteremias por K. pneumoniae, sendo realizada identificaçao da ESBL pelo método do E-test. A letalidade dos pacientes com ICS por K pneumoniae até o 15º da bacteremia foi de 24 por cento. Encontramos 52 por cento de cepas produtoras de beta-lactamase de espectro estendido. A fonte de infecçao mais freqüente de bacteremia foi a pulmonar (38 por cento). A terapia antimicrobiana foi considerada adequada em 52,2 por cento (69/108) dos casos, inadequada em 27,8 por cento (30/108) e corrigida em 8,3 por cento (9/108), sendo que, a adequaçao antimicrobiana para as cepas de Klebsiella pneumoniae produtoras ou nao de ESBL, nao apresentou diferença significativa quando comparada com as K pneumoniae nao produtoras de ESBL (52,2 por cento de adequaçao para as ESBL e 47,8 por cento para as nao ESBL). A análise univariada identificou como fatores de risco relacionados com a evoluçao para o óbito as seguintes variáveis: internaçao em unidade de terapia intensiva, sonda vesical de demora, ventilaçao mecânica, presença de drenos, doença rapidamente fatal (classificaçao de MacCabe), presença de duas ou mais comorbidades, SAPS maior que 40, presença de choque, contagem de plaquetas inferior a 80.000/mm3, presença de beta-lactamase de espectro estendido (ESBL) e antibioticoterapia prévia com 2 ou mais antibióticos. Das variáveis incluídas no modelo de regressao logística múltipla, a ventilaçao mecânica foi o fator de risco independente relacionado à letalidade com OR=5,27 e IC: 1,9-14,6, valor de p=0,001, seguido do número de comorbidades com OR=2,39 e IC: 1,3-4,2, valor de p=0,003, número de antibióticos utilizados previamente à bacteremia com OR=2,3 e IC:1,2-4,3, valor de p=0,01 e classificaçao de MacCabe com OR=2,14 e IC: 1,1-4,2, valor p=0,025. Nao encontramos correlaçao entre a presença de K. pneumoniae ESBL e maior mortalidade, por análise de regressao logística múltipla, porém em pacientes com doença de base rapidamente fatal pela classificaçao de MacCabe, que adquiriram infecçao de corrente sangüínea por K. pneumoniae ESBL, apresentaram maior mortalidade (OR=4,46, com valor de p=0,035), Io mesmo ocorrendo para os pacientes que receberam antibioticoterapia adequada e tiveram ICS por K, pneumoniae ESBL(OR=6,04, com p=0,014).
Assunto Klebsiella pneumoniae
Mortalidade
Fatores de risco
Bacteriemia
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 69 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 69 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17884

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta