Neurogênese hipocampal durante o desenvolvimento: estudo no modelo experimental de epilepsia induzido por pilocarpina

Neurogênese hipocampal durante o desenvolvimento: estudo no modelo experimental de epilepsia induzido por pilocarpina

Título alternativo Hipocampal neurogenesis during rat development: study on the policarpine model of temporal lobe epilepsy
Autor Garrido Sanabria, Yaima Del Carmen Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: O modelo de epilepsia induzido pela injecao sistemica de pilocarpina foi utilizado para estudarmos os processos neurogenese e brotamento de fibras musgosas hipocampais em animais em desenvolvimento. Objetivos: Investigar a correlacao entre neurogenese e brotamento supragranular. Determinar se a intensidade do quadro convulsivo, em animais em desenvolvimento, leva a modificacoes da neurogenese hipocampal. Material e Metodos: SE foi induzido atraves da pilocarpina (180 - 380 mg/kg). Os grupos (n=8-9) compostos por animais controles e experimentais foram: I- um episodio de SE em P9, II- tres episodios consecutivos de SE (P7, P8 e P9), III- um episodio de SE em P17, e IV- um episodio de SE em P21. Para imunohistoquimica 5-6 animais de cada grupo receberam, 24 h apos SE (i.p.), 4 doses do marcador de proliferacao celular Bromodeoxyuridina (BrdU, 50 mg/kg), e foram sacrificados 24 horas apos a ultima injecao de BrdU. As celulas imunopositivas foram detectadas com o anticorpo antiBrdU (DAKO, 1:50) e quantificadas. Entre 2 a 3 animais de cada grupo foram filmados durante a vida adulta e ao chegarem em P120 foram perfundidos e os encefalos foram estudados usando a tecnica de coloracao Timm para a visualizacao de fibras musgosas. Resultados: Nao observamos modificacao da proliferacao celular hipocampal apos 1 ou 3 SE de longa duracao. Entretanto houve aumento da proliferacao celular no giro dentado hipocampal em animais que sao submetidos ao SE em P17 (p=0,007) e P21 ,p=0,006), quando comparados aos respectivos controles. Alem disso, vimos a presenca de brotamento supragranular de fibras musgosas no giro dentado somente em animais que tiveram SE de longa duracao em P21 os quais foram os unicos a apresentar crises convulsivas espontaneas durante a via adulta ou seja, este grupo apresentou as crises comportamentais que caracterizam a fase cronica do modelo da pilocarpina. Conclusoes: O aumento da proliferacao celular parece estar dissociado do brotamento supragranular de fibras musgosas hipocampais. Acreditamos que o encefalo do rato m desenvolvimento responde de maneira diferenciada, dependendo da intensidade e natureza do estimulo e fundamentalmente dependendo da idade durante a qual o estimulo esta sendo desencadeado
Assunto Pilocarpina
Ratos/crescimento & desenvolvimento
Bromodesoxiuridina
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 59 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 59 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17895

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta